- Publicidade -

Em clima amistoso, começa a transição do governo Waldez para a gestão Clécio

Governadores atual e eleito selam protocolo de transmissão do cargo máximo do Poder Executivo do Estado do Amapá.

Cleber Barbosa, da Redação

O salão nobre do Palácio do Setentrião foi dividido ao meio nesta quarta-feira (19) para recepcionar os integrantes da equipe de transição do atual e do governador eleito do Amapá, para as tratativas de transmissão de uma gestão para a nova. O clima era amistoso, afinal Waldez Góes (PDT) e Clécio Luís (SOLIDARIEDADE) estiveram juntos, como aliados políticos, na última campanha pela sucessão estadual.

Falando ao portal, os dois manifestaram satisfação em poder protagonizar esse rito de entrega de um governo para outro. “Nós podemos servir de modelo para o Brasil, também pelo fato de termos liquidado a eleição no primeiro turno ganhamos tempo para iniciarmos a transição, oficialmente hoje, mas que já consumiram duas semanas de trabalho lá atrás, quando alinhamos cronograma, metodologia, em algumas reuniões que hoje culminam com a definição de nomes para as equipes de transição do atual e do novo governo, que não são, necessariamente, equipes da nova gestão”, adiantou Clécio.

Protocolo

Já Waldez destacou ser importante também para garantir princípios que norteiam a administração pública, o da economicidade, a eficácia e a transparência. “Isso vai garantir que não haja nenhuma solução de continuidade nos trabalhos que o governo atual vai realizar até 31 de dezembro e logicamente a implantação de um governo novo e as propostas defendidas e aprovadas no sufrágio eleitoral com a eleição do Clécio”, disse ele.

Ele lembrou ainda que o Amapá depende substancialmente das transferências financeiras federais, que são enviadas em três decêndios mensais, através de recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e outros recursos que somados a outras transferências e arrecadação própria do estado garantem o custeio da máquina pública do estado, suas despesas, obras e serviços públicos.

Leia também:

Waldez anunciou que na próxima segunda-feira, dia 24 de outubro, o Palácio do Setentrião publicará um decreto governamental de encerramento do atual exercício financeiro, o que marcará o encerramento também da gestão Waldez do ponto e vista da aplicação e execução do binômio receitas e despesas.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...