Residencial Barcelona

Ruben Bemerguy prega pacificação na Rede para disputar sucessão de Clécio

Cleber Barbosa, da Redação

O advogado amapaense Ruben Bermerguy quebrou o silêncio neste sábado (25) e falou sobre seu interesse em entrar na disputa pela sucessão do prefeito de Macapá, Clécio Luís (REDE) nas eleições municipais de outubro. Mas fez a ressalva de que só lança a candidatura se for para unir a legenda em torno desse projeto.

Falando ao programa Logas&Becas, da rádio Diário FM (90,9) Bemerguy disse ser amigo pessoal e um correligionário político de muitos anos da dupla Randolfe Rodrigues e Clécio Luiz e sabe da pressão que vem sendo exercida para que o outro braço da aliança – com Davi Alcolumbre – não prevaleça com o projeto de lançar o irmão do atual presidente do Congresso Nacional como candidato dessa base.

Admitindo, entretanto, ter sim planos para dar continuidade às conquistas da gestão de Clécio Luís na Prefeitura de Macapá, Ruben Bemerguy estabeleceu critérios para dar vazão a seu projeto. “São condições que levam em condição os benefícios para os munícipes de Macapá e à população do estado, minha condição é muito clara, objetiva e expressa: preciso ter o apoio do Clécio e do Randolfe”, disse ele.

Bemerguy disse que a dependência dessa variável se justifica pelo fato de ser incontrolável, mas vital para a definição se poderá ou não ser candidato. “Eu só tenho um objetivo, que é continuar o que o prefeito está fazendo, ou até fazer um governo melhor do que ele está fazendo, mas só conseguiria fazer isso se o Clécio estiver do meu lado”, concluiu.

Alianças

A equipe do programa também indagou sobre a políticas de alianças do virtual candidato a prefeito de Macapá. Ele disse não ver condições para que a Rede Sustentabilidade possa se coligar com partidos de centro-direita ou quiçá de extrema direita. “Os propósitos são diferentes, a forma de se pensar a cidade também, é quase esquizofrênico a gente pensar em uma aliança dessa”, avalia.

Sobre a oposição, diz ter um profundo respeito pela maior liderança do Partido Socialista Brasileiro (PSB), o ex senador João Capiberibe, de quem foi secretário de educação e procurador-geral do Estado em seu governo. a quem diz nutrir um profundo respeito. “Mas acho pouco provável uma aliança, pois acho muito salutar que o Capi possa vir a ser candidato a prefeito de Macapá, tem idéias sérias, então se nós conseguíssemos estabelecer esse debate de centro-esquerda com o PSB Macapá só ganharia”, comentou.

Por fim, o apresentador Helder Carneiro foi ainda mais incisivo e indagou sobre um eventual cenário em que a parceria de Clécio fosse em direção a anunciada candidatura de Josiel Alcolumbre, ocasião em que o advogado amapaense disse que ainda deverá filiar-se à Rede Sustentabilidade, então não se via autorizado a responder pelo partido. “De qualquer forma acho que se a Rede não tiver candidato cometerá um erro absolutamente histórico depois do mandato que o prefeito Clécio está fazendo, da aprovação das políticas públicas e pelo carinho demonstrado pela cidade não ter continuidade acho um equívoco muito, muito sério”, finalizou.

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...