Gove Header

Furlan elege habitação uma das prioridades da proposta que levará ao eleitor de Macapá

Pré-candidato a prefeito da capital diz no rádio o que pensa em termos de alternativas para o debate da cidade a ser editado na campanha.

Cleber Barbosa, da Redação

O médico e deputado estadual Antônio Furlan, o Dr. Furlan (PPP), foi o convidado da vez da série de entrevistas na Diário FM (90,9) no programa Togas&Becas, com os pré-candidatos a prefeito de Macapá. Falou sobre diversos temas relacionados à gestão, dando ênfase a soluções em moradia digna para o morador da cidade.

Ele disse que 44% das habitações da cidade estão em áreas de ressaca, que apresentam degradação em níveis irreversíveis, mas que o modelo habitacional implementado nos últimos anos, dos conjuntos habitacionais, não é o mais adequado, pois as pessoas resistem em adotar o regime de vida em condomínio.

A resistência desses moradores em deixar a área alagada para a vida nos paredões de concreto, para Furlan, pode ser explicada por vários motivos.

O primeiro é o fato de terem sido criadas ali, livres, há mais de 20 anos em muitos casos. “Elas criam galinha, criam pato, enfim seus animais, e quando vão para um conjunto habitacional não conseguem se adequar a uma realidade de um apartamento, onde pagam água, pagam luz, mas principalmente onde o aparelho social não está disponível”, ponderou.

Ele citou o exemplo do Conjunto Habitacional Macapaba, com 5 mil unidades habitacionais, num contingente aproximado de 20 mil pessoas, onde há carência de programas como o Saúde da Família, carência de creches, escolas e até transporte público muito deficiente.

Sua proposta consiste em urbanizar as áreas periféricas de Macapá, especialmente as áreas de ressaca que já estão antropizadas, ou seja, sem recuperação. “A ideia é dar condições para que essas pessoas continuem vivendo melhor lá mesmo onde estão, e lógico avançar com os programas habitacionais para evitar que outras áreas sejam afetadas”, completou.

Furlan falou ainda sobre diversos outros temas, como mobilidade urbana, trânsito, educação e saúde. O conteúdo completo está disponível nas redes sociais do Sistema Diário e na página do programa Togas&Becas no Facebook.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...