Em encontro com Bruno Mineiro, Randolfe também hipoteca apoio a Tartarugalzinho

Senador e ex deputado discutem demandas para o município, que inclui a transposição de servidores da Prefeitura para os quadros da União

Cleber Barbosa, da Redação

O senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) recebeu para uma reunião o ex deputado estadual Bruno Mineiro, que concorreu a governador do Amapá nas eleições de 2014. Os dois são amigos e aliados políticos, tanto que Randolfe também hipotecou apoio ao projeto político de uma ampla frente de lideranças que projeta o nome de Bruno podendo disputar as eleições deste ano para ser prefeito da cidade onde sua família tem origens – e onde seu pai Altamir Rezende, o Mineiro, já foi prefeito.

Engenheiro por formação e atuação profissional, Bruno Mineiro também apresentou algumas preocupações que tem em relação ao maior aproveitamento das potencialidades e vocações econômicas de Tartarugalzinho. “Ele quis saber mais detalhes a respeito do convite que recebi para concorrer nas eleições deste ano, que eu ainda não me decidi pra ser bem sincero, mas que certamente é gratificante receber dele essa palavra de incentivo e a promessa de que poderá nos ajudar caso essa seja a vontade de Deus e do povo da minha cidade”, disse Bruno Mineiro.

Os dois também trataram sobre o processo de transposição de servidores do antigo Território Federal do Amapá (TFA) para os quadros da União. “Nós temos trabalhadores públicos que se enquadram naquilo que prevê a Emenda Constitucional 98, porque estavam prestando serviço ao estado do Amapá nos primeiros anos de sua implantação como ente federado, seja na administração estadual ou nos municípios do Amapá”, disse Mineiro.

Mais de dois mil servidores do Amapá já tiveram deferidos os requerimentos de enquadramento e optaram pelo vínculo com a União. “Trata-se acima de tudo de um direito assegurado a esses pais e mães de família, que poderão mudar a sua vida com a transposição que o senador Randolfe tanto defende e que nós também só podemos apoiar”, completou Bruno Mineiro.

 

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...