Prefeitura Header

Da visão ao beiradão, Alcolumbre engrena “agenda positiva” no Amapá

Ex presidente do Senado mostra força e alcance do mandato mesmo depois de deixar o posto número 3 da linha sucessória da República.

Cleber Barbosa, da Redação

Segundo o protocolo oficial, os presidentes dos Poderes Constituídos – Executivo, Legislativo e Judiciário – gozam das mesmas prerrogativas e garantias de segurança, transporte, moradia, diplomacia e representatividade. O amapaense Davi Alcolumbre (DEMOCRATAS/AP) deixou recentemente o cargo de presidente do Congresso Nacional e engatou uma agenda intensa em seu estado, mostrando não ter perdido a influência, ao contrário, usa todo prestígio para tocar obras e serviços públicos como cirurgias da visão para pessoas carentes e infraestrutura para regiões pobres como o “beiradão”, no Jari.

O portal ConexãoBrasília.com acompanhou parte da agenda de Alcolumbre nesses dias em sua terra natal, período em que ele transitou como um trator numa agenda pesada cercada de antigos e novos aliados, dentre eles uma improvável e impensável sintonia com o atual prefeito de Macapá, Dr. Furlan (CIDADANIA), algoz do próprio irmão Josiel na disputa do segundo turno de 2020.

Capital

Em Macapá, aliás, Davi conseguiu destravar uma das obras mais aguardadas na capital, o Shopping Popular, que ele idealizou ainda quando foi secretário de Obras da prefeitura. Ao lado do atual prefeito, ele anunciou a data para a inauguração da obra, que contou com o aporte de R$ 4 milhões dele para garantir a parte final do empreendimento.

Cirurgias de visão

Em um dia para entrar na história, uma cirurgia que revolucionou a vida de quatro crianças, que nasceram com catarata congênita, foram operadas no Hospital das Clínicas Alberto Lima (HCAL), em Macapá, através do programa “Mais Visão”, idealizado por Davi Alcolumbre e viabilizado com emenda parlamentar de sua autoria, com contrapartida e gestão do governo do estado em parceria com os Capuchinhos.

Antônio, Bruna, Guilherme e Marcela, crianças de 7, 8, 9 e 13 anos, respectivamente, de famílias diferentes, nasceram com um problema em comum: a catarata congênita. Conhecida como uma doença que costuma afetar os idosos, a catarata também pode ocorrer em bebês, sendo, inclusive, uma das principais causas de cegueira na infância. Somente uma criança tinha alguma percepção de luz.

Segundo Luciano Goulart, coordenador do programa “Mais Visão”, a catarata congênita pode ser parcial ou total, mas afeta diretamente a visão, causando falta de nitidez, visão amarelada, formação de halos em locais de alta luminosidade e o aparecimento de um ponto ou mancha esbranquiçada nos olhos. “No caso específico das crianças operadas neste domingo apenas uma delas tinha alguma PL (percepção de luz). As outras, nem isso”, explica o médico.

Lacunas

No Brasil, existem poucos centros de referência na rede pública de saúde com especialistas em oftalmologia pediátrica capazes de realizar essas cirurgias, até porque o número de casos de catarata congênita no Brasil é modesto, com uma prevalência de cinco a 15 casos por 10 mil habitantes, mas esse número pode ser subestimado, devido às dificuldades para um diagnóstico precoce. A cirurgia é muito rápida, com duração em torno de 10 minutos. O mais demorado, conforme Goulart, é o tempo de sedação e o cuidado com a dosagem da medicação, que precisa obedecer à idade e ao peso dos pequenos pacientes.

No Amapá, mesmo com os cuidados extras em tempos de pandemia, o programa “Mais Visão” já realizou mais de 16 mil cirurgias de catarata e mais de 70 mil procedimentos.

Emoção 

O senador Davi Alcolumbre, que acompanhou os procedimentos dentro do bloco cirúrgico, se disse realizado. “Não há felicidade maior do que fazer a diferença na vida dessas crianças, que nasceram sem enxergar, devido à catarata congênita, e praticamente renasceram hoje, ao poderem ver a vida, as pessoas e os caminhos que terão pela frente”, descreveu o senador.

Jari

No fim de semana, Davi foi ao sul do estado, uma região das mais desafiadoras para qualquer político, que o fez levar alguns ministros a conhecer a dura realidade da região. dia começou com Davi prestando contas das atividades, projetos e emendas do seu mandato na Câmara dos Vereadores de Vitória do Jari.

O prefeito Ary Duarte contou o susto grande que teve ao receber telefonema do senador Davi, em plena madrugada, em dezembro de 2020. “Foi no final do ano passado. Eu estava eleito, mas ainda não havia tomado posse. O prefeito era o anterior ainda. Qual não foi minha surpresa quando, ainda naquele momento de transição, recebo uma ligação altas horas da madrugada. Do outro lado da linha estava o senador Davi, que me disse: ‘Ary, tem tantos milhões para Vitória’. Quase morri de susto! Aí Davi completou: ‘E tem mais, já está em execução a obra de pavimentação em bloquete na Cidade Livre, para a qual eu destinei emenda de R$ 3 milhões’, disse o prefeito Ary Duarte.

Indicação do senador Davi, a obra a que Ary Duarte se referiu, inclui pavimentação com drenagem, meio fio, sarjeta e calçada no valor de R$ 2.889,969, no bairro Cidade Livre.

Davi explicou, no encontro com os vereadores, que muitas vezes, em Brasília, o parlamentar precisa trabalhar um ano ou dois anos em um projeto para conseguir a liberação do recurso. Segundo ele, nada é mais gratificante do que ver a obra executada. “A gente destinou para Vitória do Jari, nos últimos 2, 3 anos, e somados aos recursos que temos para este anos, nós estamos falando em um montante de mais de R$ 40 milhões em obras para o município de Vitória do Jari. Com mais recursos no valor de 70 milhões para Laranjal, são R$ 110 milhões em obras e serviços para o Vale do Jari”, afirmou o senador Alcolumbre.

Usina de Laranjal

Com o prefeito de Laranjal, Márcio Serrão, Davi e sua equipe visitaram a usina produtora de oxigênio hospitalar, que Davi articulou com o governo federal para o município ainda no mês de março.

O equipamento foi instalado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Laranjal do Jari, no extremo sul do Amapá, a 265 quilômetros de Macapá, e foi pensado como retaguarda para situações de colapso e falta de oxigênio em casos graves de Covid-19. Lá Davi se reuniu com os profissionais de saúde.

Diante da maior crise sanitária global, o prefeito Márcio Serrão fez questão de enumerar as conquistas obtidas em prol da saúde, com a intercessão do senador Alcolumbre. “Foi o nosso senador quem conseguiu a usina, as medicações, os insumos, que atendem tanto a população de Vitória quanto a população de Laranjal. Temos, agora, 3 ambulâncias, 2 para município e uma para l hospital de Laranjal, e quem conseguiu foi o Davi. Ou seja, o sistema de saúde de todo o Vale do Jari está se fortalecendo com as emendas do senador Davi.”, afirmou o prefeito Márcio Serrão.

Mais obras

Da usina, a equipe do senador seguiu ao prédio administrativo da assistência social, inaugurado em dezembro do ano passado, construído com emenda de R$ 500 mil de Davi. Lá funciona a secretaria de Ação Social do município. Na sequência, foi assinada a ordem de serviço do prédio do Comando da Guarda municipal, além da entrega de 8 motocicletas para os guardas, no valor total de RS 700 mil. Também foram entregues 3 ônibus escolares, emenda de Davi no valor de R$ 1 milhão.

Davi, Márcio Serrão e técnicos também visitaram a Praça Central de Laranjal, construída com recursos liberados de R$ 556 mil reais articulados pelo senador. Davi fez ainda uma visita à Feira do Pescado, que ele viabilizou com emenda de R$ 650ml. Também foi feita uma visita à obra de 8 quilômetros de pavimentação asfáltica, que recebeu emenda parlamentar de Davi no valor de R$ 11 milhões.

Depois, Davi, Serrão e equipe seguiram para outra agenda. A inauguração da Unidade Básica de Saúde. A UBS foi toda equipada por intermédio de emenda individual de Davi, no valor de R$ 915 mil. “Apesar da pandemia e justamente pela crise sanitária nunca antes vivida em toda a nossa história, a gente sabe da importância de manter a economia da região aquecida. A gente sabe das dificuldades que o Brasil e o mundo estão enfrentando com essa pandemia. Mas precisa trabalhar para além e depois dela, com geração de emprego e renda em todo o Vale do Jari”, concluiu Alcolumbre.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...