Tropical Header 2

Waldez coordena no fim de semana lançamento da nova estrutura do setor econômico

Cleber Barbosa, da Redação

O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), reuniu seu staff em pleno fim de semana para detalhar o lançamento da nova estrutura desenhada para o setor econômico, uma das medidas mais importantes da atual gestão – após uma grave crise que levou ao fechamento de órgãos de licenciamento e a decisão de mudar tudo. A reunião de trabalho aconteceu em sua residência, na zona oeste de Macapá e contou com as presenças dos auxiliares diretos e também os respectivos titulares dos órgãos que passarão a ser interlocutores com os mercados, Julhiano Avelar pelo novo Instituto de Terras e Robério Nobre pela renovada Secretaria do Meio Ambiente.

Em uma rede social, Waldez descreveu o dia como sendo produtivo. “Sábado de trabalho para alinhar os últimos detalhes do novo modelo de gestão dos setores econômico e ambiental do Amapá. Agora em setembro começa a funcionar o Instituto Amapá Terras para dar mais transparência, agilidade e eficiência na regularização fundiária. Além disso, Sema e Rurap terão novas atribuições para dinamizar os atendimentos aos produtores. Com essa nova formatação vamos otimizar os serviços e desburocratizar a máquina pública”, postou Góes.

Economia

Por telefone, o secretário do Gabinete Civil do Governo do Estado, Marcelo Ignácio da Roza, revelou ao portal ConexãoBrasilia.com que existe sim uma grande expectativa por parte do governador em relação ao funcionamento dessa nova estrutura, assim como por parte do sociedade. “Após a aprovação pelo Parlamento Estadual do pacote de leis que criaram a nova estrutura do setor econômico, abriu-se um período de seis meses para a regulamentação destes novos órgãos e de outros que foram fundidos, mas já nesta segunda-feira o governo começa a implementar algumas mudanças, afinal o Estado não pode parar e logo a sociedade começa a receber os benefícios”, disse ele.

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...