Gove Header

Usina produtora de oxigênio começa operar em Macapá

A usina foi fruto de articulação do senador Davi Alcolumbre e do governador Waldez Góes no enfrentamento conjunto à pandemia.

Da Redação

A usina de oxigênio instalada atrás do Centro Covid Santa Inês, entrou em funcionamento neste sábado (10). O prefeito Dr. Furlan acompanhado do governador do Estado Waldez Góes e do senador Davi Alcolumbre, participaram do início da operação. O equipamento irá atender a demanda de oxigênio medicinal na rede pública do município.

“Hoje é um dia muito importante, a usina representa um sopro de esperança para esse momento difícil que estamos enfrentando. Agora a nossa rede municipal vai garantir oxigênio para o tratamento dos pacientes que estão nas nossas salas de estabilização e nas nossas unidades de saúde”, disse Dr. Furlan.

A usina chegou à Macapá no final da tarde do dia 26 de março. O equipamento é uma doação feita pelo grupo Itaú, resultado de uma articulação do Senador Davi Alcolumbre e do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP).

O equipamento foi entregue ao Governo do Amapá e cedido à Prefeitura de Macapá para utilização. Neste sábado, houve a assinatura do termo de cessão.

A usina funcionará 24 horas e irá produzir oxigênio para o abastecimento de cilindros, equipamento de ventilação menos invasiva e a rede interna de nebulização. A máquina tem capacidade de abastecer 35 cilindros em por dia e gerar 30 metros cúbicos do gás por hora.

Para garantir que não aconteça interrupções no fornecimento, a usina contém um sistema de produção com sobras que são armazenadas em um reservatório. Caso ocorra algum problema técnico, o equipamento tem a capacidade de manter o abastecimento durante algumas horas, até que a manutenção seja realizada.

Obras

A edificação usada para abrigar a usina foi construída pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura e tem 30 metros quadrados com 3,5 metros de altura. Foi erguida com estrutura mista sendo de alvenaria, blocos de concreto e ferro.

Além disso, foram realizados no local os serviços de escavação, regularização do terreno, construção da laje, fundação, vedação da estrutura com concreto, pintura e instalação elétrica. O projeto civil executado seguiu as especificações técnicas enviadas pelo fabricante do equipamento. “Depois de uma maratona da equipe da Semob para montagem da infraestrutura necessária para acomodar os equipamentos da usina, a máquina entra em operação. Esse é um momento marcante para a saúde da nossa cidade”, disse o secretário Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana, Otávio Fonseca.

Instalação

O processo de instalação começou na última quinta-feira (8), o serviço é realizado por um técnico enviado pela empresa fabricante da usina, e uma equipe de apoio da Secretaria de Obras. Foram realizadas a implantação do sistema de comando e a interligação da rede de oxigênio na unidade de saúde.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...