Prefeitura Header

Tecnologia já está ajudando no combate à violência contra a mulher no Amapá

Titular da Procuradoria da Mulher no Parlamento Estadual vai ao rádio e anuncia mais medidas para aumentar ações contra o feminicídio.

Cleber Barbosa, da Redação

Ações educativas e de conscientização nunca serão deixadas de lado no combate à violência contra a mulher, mas a titular da Procuradoria da Mulher na Assembleia Legislativa, deputada Cristina Almeida (PSB) quer mais, como o uso da tecnologia para evitar que novos casos de feminicídio sejam registrados. Em entrevista no rádio nesta terça-feira (05) ela anunciou a chegada das primeiras tornozeleiras eletrônicas ao estado, para reforçar as medidas protetivas.

Falando ao programa Café com Notícia, na Diário FM (90,9), ela lembrou que o ano de 2021 já iniciou com um novo caso dramático envolvendo o assassinato de uma mulher amapaense, no estado de Goiás. “E isso resultou em uma campanha que tem gerado um engajamento muito forte, afinal resultou em uma criança que ficou órfã e que precisa da ação, da assistência do estado e da sociedade”, disse ela.

A rede de acolhimento à mulher no Amapá, ela aponta que ainda são necessários ajustes e uma sintonia fina, especialmente pelo fato de ter permanecido praticamente inacessível durante o período da pandemia, pela necessidade do distanciamento social.

Uma outra ação destacada pela parlamentar amapaense foi um encontro com o comando do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá, para definir a inclusão de novas orientações e normas de atuação para os profissionais da corporação, em relação a medidas de proteção e acolhimento em ocorrências que envolvam a violência contra a mulher.

Por fim, ela destacou a importância de se falar mais sobre o tema e recortes como o aumento dos casos de violência doméstica durante o período da pandemia. “Isso é um fato que vem sendo registrado de maneira oficial, pelo simples fato de homens e mulheres terem permanecido mais em casa, numa convivência que se desgasta de forma injustificável”, completou.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...