- Publicidade -

- Publicidade -

Setembro Dourado alerta sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil

As famílias das crianças estiveram presentes e todos expressaram emocionados a gratidão que sentiam por toda ajuda prestada pela ONG.

Da Redação

Um sábado diferente aconteceu no dia 18 de setembro de 2021, na Praça do Forte. Uma tarde de diversão, reflexão e gratidão pela vida. A Organização Não Governamental Carlos Daniel juntos com parceiros realizou o primeiro Setembro Dourado, campanha que tem o objetivo de alertar sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil.

A Assembleia Legislativa foi uma das parceiras deste evento e por três anos tem celebrado convênio com a ONG, recurso que tem ajudado muito a instituição, segundo as palavras de Agenilson Silva coordenador e criador da ONG Carlos Daniel.

“Neste setembro dourado nós estamos aqui comemorando a vida, a cura dessas crianças que são assistidas pela ONG. Queremos agradecer a Assembleia Legislativa que já nos acompanha há quase quatro anos, e este termo de fomento tem sido um oxigênio para que a ONG possa ajudar essas crianças em tratamento de câncer”, declarou Agenilson.

Além deste Poder Legislativo a Organização conta com outros parceiros, como: Ministério Público, Tribunal de Justiça, Governo do Estado, Prefeitura de  Macapá,  comunidade e diversas empresas privadas que doaram brinquedos e alimento para realização do evento. “É a união de todos que tem feito a diferença”, enfatizou o coordenador.
“todos os parceiros estão aqui para discutir de que formas podemos ajudar na divulgação, na conscientização sobre o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. De onde surgirão muitas ideias, pois todos estão falando do mesmo assunto que é para resolver um problema tão caro para nós que é ver uma criança acometida de câncer. É importante essa união e dizer para população que estamos aqui para resolver,” Juiz Marconi Pimenta, do Juizado Especial.

As famílias das crianças estiveram presentes e todos expressaram emocionados a gratidão que sentiam por toda ajuda prestada pela ONG, tanto com orientações para conseguir as passagens através do órgão de Tratamento Fora de Domicílio, onde o governo ajuda no deslocamento dessas famílias para que possam levar seus filhos para receberem tratamento em hospitais especializados.

Para Kelly Castro, o apoio da ONG foi fundamental para que ela pudesse levar seu filho até a cidade de São Paulo, para receber tratamento quando ele foi diagnosticado com leucemia com apenas um ano de idade, que na época. Falou da importância de se falar do assunto, de divulgar os possíveis sinais e sintomas para que o diagnóstico seja precoce e a criança receba o tratamento mais rapidamente e tenha chances de cura.

“Hoje podemos comemorar a vida e a cura, pois meu filho está com sete anos e a gente só vai ao hospital para controle e acompanhamento. Somos muito gratos pela ajuda da ONG. Quando meu filho foi diagnosticado, muitas pessoas me procuraram para perguntar como eu havia percebido que meu filho poderia estar com câncer, quais teriam sido os sinais, os sintomas. Esta campanha do setembro dourado é importante para esclarecer a população sobre o assunto,” enfatizou Kelly.

Deputada Edna Auzier (PSD) representou o Presidente Kaká Barbosa (PL) no evento e informou que a Assembleia Legislativa continuará apoiando a Organização, pois esta Casa Legislativa sabe da importância do recurso que é direcionado a ONG que tem ajudado tantas famílias que precisam de ajuda neste momento tão difícil.

“A Assembleia Legislativa já é parceira da ONG e estamos renovando esta parceria, porque acreditamos que quantos mais famílias pudermos ajudar com a prevenção e o diagnóstico precoce com toda certeza será maravilhoso. E neste momento reiteramos nosso apoio e informo que através das emendas impositivas poderemos ajudar ainda mais. Convido aqueles que desejarem ser parceiros que venham somar e conhecer a ONG Carlos Daniel,” disse a deputada Edna Auzier.

As crianças presentes na praça, soltaram balões dourados, momento que representou gratidão a Deus pela cura e em alusão a campanha setembro dourado.

ONG Carlos Daniel

A Organização não governamental foi criada pelo Agenilson Silva pai de Carlos Daniel, que em 2014 foi diagnosticado com Leucemia Linfoide Aguda (LLA), passou por tratamento em São Paulo, mas em 21 de abril 2015 veio a falecer. Agenilson fez de sua dor uma luta em favor de outras crianças que são diagnosticadas com câncer.

Atualmente, a ONG faz parte da Confederação nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC), fundada em 2008, e representa a união de forças no movimento de apoio e assistência através da integração de 48 instituições filiadas em todo país.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...