Gove Header

Sesa orienta usuários sobre o fluxo para agendamento de consultas ambulatoriais no Hcal

Em Macapá, os agendamentos podem ser feitos nas unidades do Superfácil Zona Norte e da Zona Oeste.

Da Redação

Usuários que precisam marcar consultas ambulatoriais para uma das 31 especialidades ofertadas no Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), em Macapá, podem procurar as unidades do Superfácil Zona Norte e da Zona Oeste, que são as referências para solicitar o agendamento das consultas.

Para realizar a solicitação é necessário ter em mãos documento de identificação do paciente, cartão do SUS, encaminhamento médico indicando a especialidade solicitada e comprovante de residência.

Após realizar a solicitação no Superfácil, o paciente deve aguardar a ligação da Central de Ambulatório Especializado (CAE) do Hcal, que irá informar a data e hora da consulta, além do médico que será responsável pelo atendimento.

Para isso é essencial manter atualizada as informações do seu cartão do SUS, como o número de telefone para contato, pois é através desses dados que as equipes entram em contato para avisar os usuários sobre agendamentos e alterações nas consultas e exames marcados.

Para atualizar os dados, basta o usuário procurar qualquer unidade do Superfácil e levar originais e cópias de documentos de identidade com foto, CPF e comprovante de residência.

Em razão dos protocolos de cuidados contra a covid-19, as consultas continuam acontecendo de forma reduzida, para diminuir o fluxo de pessoas circulando no complexo hospitalar do Hcal. Atualmente o hospital realiza diariamente cerca de 230 consultas – antes da pandemia esse número chegava a 400 consultas diárias.

O chefe do CAE, Ligium Oliveira, ressaltou que para algumas especialidades como ortopedia, reumatologia, neurologia, neuropediatria, alergista e psiquiatria, que possuem maior demanda, o tempo de espera pode ser um pouco mais elevado.

“Em alguns casos em que o paciente nos procura para saber o porquê da demora do agendamento da sua consulta, exame ou cirurgia, acabamos descobrindo que tentamos entrar em contato com ele mas o número informado no cartão SUS está desatualizado, por isso sempre pedimos que os pacientes mantenham o cadastro atualizado”, ressaltou.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...