Residencial Macapaba recebe programa Casamento Comunitário com a união de 130 casais

De acordo com o coordenador do programa Casamento Comunitário, juiz Fábio Santana, é sempre uma grande satisfação poder participar da realização do sonho de muitas pessoas.

Da Redação

“São 17 anos de uma união com muito amor, compreensão e carinho, que hoje coroamos com a oficialização civil”, afirmou João Salvador Gomes da Silva, que junto com Raimunda Marques da Silva foi escolhido para representar os 130 casais que oficializaram a união em mais uma edição do programa Casamento Comunitário. Nesta edição, os casais aderiram ao tema Havaí, e coloriram a quadra da escola Professor Antônio Munhoz, no Residencial Macapaba, na tarde desta terça-feira (30), com estampas e colares floridos.

De acordo com o coordenador do programa Casamento Comunitário, juiz Fábio Santana, é sempre uma grande satisfação poder participar da realização do sonho de muitas pessoas. “Quando nos deparamos com um número expressivo de casais como o desta edição, temos a convicção de que o trabalho está sendo bem feito e reconhecido, e muito esperançosos por ver que as pessoas continuam acreditando na instituição do casamento”, destacou.

Líder comunitário do residencial Macapaba, José Roberto dos Santos explicou que a temática havaiana foi uma forma de tornar ainda mais feliz aquele momento para os casais. “Essa é uma celebração do amor, mas é também a celebração da vida, por isso sugerimos e tivemos a adesão de todos os casais”, explicou.

Emocionado, Roberto falou também sobre a emoção em poder ver mais um casamento comunitário realizado no conjunto residencial. “Graças a parceria com a Justiça do Amapá, cartórios e outros apoiadores podemos tornar o sonho de muitas pessoas possível”, concluiu.

A celebração é uma parceria entre o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP), cartórios e entidades civis, que nesta edição contou com a participação do Cartório Vales e Associação dos Moradores do Conjunto Macapaba. O programa Casamento Comunitário tem o objetivo de regularizar juridicamente a união civil de casais que não tiveram condições e oportunidades de oficializar o matrimônio, promovendo a inclusão social dos interessados.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...