“Queimada e desmatamento ilegais são coisa de bandido, não de produtor sério”.

Lilian Azevedo, da Redação

O deputado estadual Jesus Pontes (PTC), que é economista e produtor rural, fez um pronunciamento contundente na Assembleia Legislativa do Amapá a respeito da polêmica em torno das queimadas na Amazônia. Ele, que já presidiu a ACRIAP (Associação dos Criadores do Amapá) e ajudou a fundar a APROSOJA (Associação dos Produtores de Soja e Milho), criticou o que chamou de manipulação da opinião pública a respeito das críticas ao Brasil por entidades e governos estrangeiros, para justificar o velado desejo de internacionalizar a floresta amazônica.

Antes de virar político, Pontes vinha protagonizando grandes entregas para o setor produtivo local, com destaque para a certificação do Amapá como livre da febre aftosa com vacinação. Como parlamentar estreante, mantem-se fiel à origens e defende a capacidade do estado produzir seu sustento com o fomento e a organização do setor econômico. “Queimadas e desmatamento é coisa de bandido, um caso de polícia, e não é prática dos bons produtores rurais”, disse o deputado, que fez a ressalva de que como qualquer outra atividade, existem bons e maus profissionais.

Confira a íntegra do pronunciamento do deputado Jesus Pontes no parlamento

Me pronunciei no Parlamento Estadual sobre aquilo que vem dominando as discussões nos últimos dias, as queimadas na Amazônia.#jesuspontes#amazonianforest #amapa

Posted by Jesus Pontes on Thursday, September 5, 2019

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...