Gove Header

Promotor do MP Roraima troca experiência no Amapá sobre fiscalização da educação

Além da pauta principal, outros assuntos foram apresentados. Como a atuação das promotorias do MP-AP, levantamento do orçamento; vagas em creches no Amapá e atendimentos relacionados à matrícula escolar.

Da Redação

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio do Centro de Apoio Operacional da Educação (CAO-EDU), realizou, na terça-feira (13), reunião com o diretor do Centro de Apoio Operacional e promotor de Justiça do Ministério Público de Roraima (MPRR), Luiz Carlos Lima, e a coordenadora-geral dos Centros de Apoio Operacional, procuradora de Justiça Judith Gonçalves Teles.

“O objetivo da reunião foi conhecer a estrutura geral de CAOP do Ministério Público do Amapá. Na segunda-feira (12), foi apresentada uma explanação genérica. E ontem um centro de apoio específico, que foi o da educação. E também verificar as boas experiências para, dentro da nossa realidade, levar para o estado de Roraima”, disse o promotor Luiz Carlos.

Além da pauta principal, outros assuntos foram apresentados. Como a atuação das promotorias do MP-AP, levantamento do orçamento; vagas em creches no Amapá e atendimentos relacionados à matrícula escolar.

“Fiquei surpresa. Foi um avanço grande que a Promotoria de Educação teve nesses últimos dois anos. Foi extraordinária”, avalia a coordenadora-geral Judith Teles.

De acordo com o coordenador do CAO-EDU, promotor de Justiça Roberto Alvares, o encontro com o promotor Luiz Carlos e a coordenadora geral dos CAO’s foi importante para fortalecer as relações inter e intra institucionais entre o MPRR e o Centro de Apoio Operacional da Educação, por meio das ações realizadas.

“Educação fraterna e de qualidade é um objetivo que pode ser alcançado por meio de muito trabalho e, acima de tudo, amor por essa área. E é isso que a Promotoria da Educação, através do CAO-EDU, tem feito: a fiscalização da educação do estado do Amapá e o constante contato com instituições parceiras para encontrar as melhores e mais rápidas soluções para um ambiente educacional evoluído. E foi esse ensinamento que apresentamos ao ilustríssimo Dr. Luiz Carlos Lima, para que essa experiência possa ser levada ao Ministério Público de Roraima. Portanto, agradecemos a visita do promotor de Justiça e da ilustríssima Dra. Judith. Pessoas solícitas e sempre dispostas a ouvir e assimilar a grande missão do Ministério Público”, manifestou Roberto Alvares.

Participaram da reunião o coordenador do Convênio n°001/2020/MPAP/UNIFAP/FUNDAPE, Antônio Barros; e os servidores do CAO Educação, Danilli Soares (pedagoga) e Márcio Andrade (assistente administrativo).

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...