Gove Header

Projeto Juntos pela Educação inicia mapeamento em Vitória e Laranjal do Jari

O presidente do TCE Amapá, conselheiro Michel Houat Harb, disse que a Corte de Contas está empenhada em contribuir com a melhoria da educação amapaense.

Da Redação

O município de Vitória do Jari foi o primeiro a receber a visita da equipe do Projeto Juntos Pela Educação, do Tribunal de Contas do Estado do Amapá. Dezesseis escolas do Vale do Jari serão visitadas entre os dias 22 a 25 de novembro, com o objetivo de traçar um diagnóstico do ensino fundamental e médio da educação no interior do Estado.

Na segunda-feira (23/11), a primeira visita aconteceu na Prefeitura de Vitória do Jari. Em seguida, a equipe foi recebida por vereadores do município. À tarde, a reunião aconteceu com técnicos, educadores municipais e a Promotoria de Justiça.

A exemplo do projeto que já vem sendo desenvolvido pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), e que em agosto deste ano teve como parceiro o Tribunal de Contas do Amapá, no Vale do Jari a primeira etapa será executada em escolas que reúnem características peculiares e apresentam cenário de pobreza refletida pelo baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

A auditora de controle externo e uma das coordenadoras do projeto, Regiane Guedes Rodrigues, disse que para ter um bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira (Ideb) é imprescindível ter baixas taxas de reprovação e de abandono escolar, além de resultados satisfatórios no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). “Porém os municípios de Laranjal e Vitória do Jari revelam dificuldade no atingimento das metas projetadas para o Ideb, nos anos iniciais do ensino fundamental. Daí a necessidade de discutirmos as dificuldades e encontrarmos soluções”, destacou.

O projeto acontece por meio de coleta de informações que indiquem a realidade educacional do local. Depois é feito um diagnóstico dos dados coletados, e em seguida feitas as proposições de soluções que visem elevação dos índices de desenvolvimento da educação, sem prejuízo do cumprimento da missão institucional, de orientar e fiscalizar a aplicação dos recursos públicos.

A conselheira substituta, Terezinha Botelho, disse que o projeto vai identificar e discutir não somente deficiências, mas também divulgar as boas práticas educacionais encontradas nos municípios.

O conselheiro e corregedor do TCE Amapá, Regildo Salomão, participou do projeto do TCM do Pará executado na região do Marajó e Bailique, em agosto deste ano. Para ele, foi fundamental acompanhar de perto o trabalho e projetá-lo para a realidade do Amapá.

O presidente do TCE Amapá, conselheiro Michel Houat Harb, disse que a Corte de Contas está empenhada em contribuir com a melhoria da educação amapaense. “O Projeto Todos Pela Educação não apenas identifica as deficiências, mas também aponta alternativas de melhoria para a educação”, ressaltou Harb.

Na terça-feira (23/11), será a vez de Laranjal do Jari. Na quarta-feira (24/11), as visitas acontecerão nas escolas da rede estadual e municipal das zonas urbana e rural de Laranjal. Na quinta-feira (24/11), as visitas encerram nas escolas das zonas urbana e rural de Vitória do Jari.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...