GOVERNO JUNTO COM A GENTE INFORME 4

Projeto Caminho Empreendedor alcançou 1,2 mil amapaenses em 2021

Cursos voltados ao gerenciamento de negócios, como precificação, boas práticas de fabricação de alimentos, controle financeiro, atendimento ao público, estratégias de marketing digital e outros.

Da Redação

Através do Projeto Caminho Empreendedor, no ano de 2021 mais de 1,2 mil amapaenses foram alcançados por ações, cursos e oficinas diversas, com o objetivo de despertar, incentivar e nortear ao empreendedorismo como fonte de autonomia e renda. As qualificações são fruto da articulação do mandato da deputada estadual Marilia Góes (PDT), que é presidente da Comissão de Empreendedorismo do Legislativo Amapaense, além de entusiasta e ativista pelo fortalecimento do segmento.

O Caminho Empreendedor percorreu Macapá, Distrito do Coração, Santana e Distrito do Lourenço, seguindo os protocolos sanitários e de preservação da vida, necessários em tempos enfrentamento à Covid-19.

Na área da beleza, as oficinas ensinaram: design de sobrancelhas com henna, lash lifting, maquiagem e alisamento térmico capilar. Também houve qualificações de artesanato mineral, brindes em feltro, enfeites natalinos. E cursos voltados ao gerenciamento de negócios, como precificação, boas práticas de fabricação de alimentos, controle financeiro, atendimento ao público, estratégias de marketing digital e outros.

“Nosso mandato seguiu trabalhando pelo fortalecimento do empreendedorismo, mesmo em meio à pandemia. Acreditamos que este é o segmento que mais cresce e oportuniza a transformação de vidas, a geração de empregos, renda, dignidade e, consequentemente, desenvolvimento para o Amapá. Seguiremos atuando e acreditando no potencial empreendedor dos amapaenses”, frisou Marilia Góes.

Parceiros e qualificações

As ações em 2021 foram articuladas e garantidas junto a instituições protagonistas do segmento no estado, como o Sebrae Amapá, a Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Ageamapá), Centro de Educação Profissional de Santana Prof. Maria Salomé, além do Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares em Saúde no Amapá (Cerpis), Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres (SEPM), Ministério Público do Estado ? através do Núcleo de Práticas Restaurativas; e Tribunal de Justiça do Amapá.

Cinco anos de atuação

Desde 2017, quando iniciadas as ações, o projeto Caminho Empreendedor já alcançou mais de 7,6 mil pessoas em todo o Amapá.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...