Procuradora do MP-AP é homenageada pelo CNPGMPEU

Foi 1ª secretária compondo a diretoria do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais, sob a presidência do corregedor-geral do MPPR, Moacir Gonçalves Nogueira Neto.

Da Redação

A corregedora-geral adjunta do Ministério Público do Amapá, procuradora de Justiça Estela Sá, foi homenageada nesta quinta-feira (2), pelo Conselho Nacional dos Corredores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União, com a medalha de honra pelos relevantes serviços à consolidação das funções institucionais do MP. A entrega da honraria foi feita pelo corregedor-geral do MP-AP, Jair Quintas, e pela presidente do CNPGMPEU, Luciana Sapha Silveira, na abertura da 124ª Reunião do Colegiado, que acontece nos dias 2 e 3, na sede do Ministério Público Militar (MPM), em Brasília-DF.

Estela Sá foi agraciada por sua atuação como Corregedora-Geral do Ministério Público do Amapá, biênios 2017-2018 e 2019-2020. Foi 1ª secretária compondo a diretoria do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais, sob a presidência do corregedor-geral do MPPR, Moacir Gonçalves Nogueira Neto.

“Estou muito honrada de participar por quatro anos desse Colegiado no qual, além das amizades construídas, tivemos um grande aprendizado, através das trocas de experiências. Agradeço toda cordialidade com que fui recebida, e ao doutor Moacir, o qual fiz parte da sua diretoria, e também à doutora Luciana pelo reconhecimento”, manifestou Estela Sá.

Para o corregedor-geral do MP-AP é merecida a homenagem, destacando que os membros da instituição nos últimos anos vêm ocupando lugares de destaque nos Conselhos Nacionais, à exemplo da procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, que preside o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça dos Estados e da União (CNPG), e do ouvidor, Paulo Celso Ramos, atual vice-presidente do Conselho Nacional de Ouvidores dos MPs (CNOMP).

“É muito gratificante poder fazer parte do Colegiado e prestar essa merecida homenagem à nossa colega procuradora de Justiça Estela Sá que tem sido uma parceira nessa atuação correicional no MP do Amapá, há alguns anos, período no qual nos revezamos nessa missão à frente da Corregedoria-Geral. É um orgulho ver os membros da nossa instituição dando importantes contribuições nacionalmente”, pontuou Jair Quintas.

Reunião CNPGMPEU

A reunião prosseguiu com debates sobre a “Aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais às Corregedorias-Gerais”, pelo expositor, Guilherme Magalhães Martins – Procurador de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro; e no período da tarde com a palestra: “A reforma da Lei de Improbidade Administrativa e o impacto na atuação funcional do Ministério Público”, proferida pelo promotor do MPRJ, Robson Renault Godinho. Encerrando os trabalhos do primeiro dia de reunião, o corregedor nacional, Marcelo Weitzel, apresentou o painel: Espaço aberto à Corregedoria Nacional.

Os trabalhos terão continuidade nesta sexta-feira (3), com palestra do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Luiz Campbell Marques, falando sobre “Novos entendimentos de interesse institucional”. O encontro encerra com a Sessão Administrativa (Reunião restrita às Corregedorias-Gerais).

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...