- Publicidade -

Presidente do TCE Amapá é homenageado nos 30 anos do Judiciário amapaense

Durante a cerimônia, foi exibido um documentário que relembrou os principais momentos da Justiça do Amapá, com falas e fatos narrados por magistrados pioneiros.

Da Redação

O presidente do Tribunal de Contas do Amapá, conselheiro Michel Houat Harb, foi um dos homenageados com a Medalha de Honra e Diploma em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à instalação da Justiça do Amapá, que completou na terça-feira (05/10), trinta anos.

Ainda durante a cerimônia, foi exibido um documentário que relembrou os principais momentos da Justiça do Amapá, com falas e fatos narrados por magistrados pioneiros. O desembargador aposentado, Dôglas Evangelista Ramos, que foi o primeiro presidente do Judiciário tucuju, disse que teve a oportunidade de conhecer de perto a necessidade de todos os municípios do Estado. “Nesses trinta anos, a Justiça cresceu muito. Continuamos essa construção, tijolo por tijolo”, disse.

Em nome dos primeiros magistrados aprovados, discursou o desembargador Carmo Antônio. “No dia 5 de outubro de 1991, tomaram posse 27 dos 31 aprovados. Em nome da minha genitora, homenageio todos aqueles que não estão mais entre nós”, comentou.

Para falar da Justiça para os próximos trinta anos, o desembargador Jayme Ferreira anunciou a conclusão da primeira edição da Revista de Precedentes do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá.

O conselheiro Michel Houat Harb parabenizou desembargadores, juízes e serventuários da Justiça do Amapá pelo dedicado trabalho em prol do desenvolvimento do Amapá, e disse que o Judiciário tem muito o que comemorar por conta de ter construído em três décadas uma estrutura sólida e acessível ao cidadão amapaense. “Fico muito honrado em fazer parte desta festa, onde a democracia é fortalecida por um Judiciário atuante e célere”, concluiu.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...