Gove Header

Prefeitura de Macapá busca alternativas para garantir estoque de oxigênio

As três unidades de atendimento aos casos de Covid-19 da Prefeitura de Macapá contabilizam neste domingo (21), seis pacientes intubados, em ventilação mecânica, e 40 em observação clínica.

Da Redação

A Prefeitura de Macapá confrmou por meio de nota, que a empresa White Martins comunicou dificuldades para manter o regular fornecimento de oxigênio para as unidade de saúde da Capital que são referência para o tratamento de pacientes com Covid-19. A Prefeitura de Macapá informa que, devido a abertura de novos leitos de estabilização nas unidades de atendimento aos casos de Covid -19 da rede municipal de saúde, a empresa White Martins, fornecedora de cilindros de oxigênio, alegou dificuldades para suprir o aumento da demanda.

A Prefeitura já está em tratativas com o Ministério da Saúde para o envio de oxigênio pelo Governo Federal e também articula a compra direta do suprimento com fornecedor, para suprir a demanda excedente.

O Município vem trabalhando para dar toda assistência aos pacientes que se encontram em estado grave e à espera de vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da rede estadual. “As três unidades de atendimento aos casos de Covid-19 da Prefeitura de Macapá contabilizam neste domingo (21), seis pacientes intubados, em ventilação mecânica, e 40 em observação clínica. O município reitera que todos os pacientes estão recebendo a assistência necessária até que sejam transferidos para as unidades estaduais”, diz a PMM.

A rede municipal conta com estoque de oxigênio suficiente para esperar o reabastecimento, que deverá ser realizado pela empresa White Martins nesta segunda-feira.

O município aguarda também a instalação de uma usina de produção de oxigênio, para atender a demanda crescente e prestar toda a assistência necessária aos pacientes.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...