Residencial Barcelona

Prefeito de Macapá diz que politização atrapalha enfrentamento à pandemia

Clécio Luís (REDE) diz que além da disseminação de fake news, politização atrapalha para se canalizar esforços para o que realmente importa: tratar dos doentes.

Cleber Barbosa, da Redação

O prefeito de Macapá, Clécio Luís (REDE), falou no fim da semana sobre como a politização de muitos temas em meio à pandemia de Covid-19 vem atrapalhando muito para o trabalho que realmente importa: o tratamento dos doentes. Ele concedeu entrevista à rádio Diário FM (90,9), quando respondeu a inúmeros questionamentos da equipe de jornalistas. Por fim, chegou a resumir dizendo que se chegou ao ponto no país bastava falar em Cloroquina para qualquer um ser rotulado a favor ou contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Clécio disse ter sido um grande avanço o tom conciliatório com que os demais chefes das casas legislativas – Câmara e Senado – tiveram durante a semana por ocasião de uma videoconferência com todos os governadores. “Da parte dos nossos representantes, como a bancada federal e o presidente Davi Alcolumbre, sempre tivemos o apoio necessário. Ele fala comigo ou com o governador Waldez Góes quase todos os dias e tem sido muito importante o apoio institucional também”, disse.

Clécio falou ainda sobre as inúmeras especulações sobre a quantidade de recursos federais alocados e realmente desembolsados para que o estado e as prefeituras possam enfrentar a pandemia.

Segundo o prefeito da capital, após a realização da reunião entre os governadores a o presidente, ficou definido como será a aprovação do plano emergencial de socorro aos entes federados e municípios. “Serão R$ 7 milhões iniciais, com previsão de que chegue a R$ 61 milhões ao longo do ano, a recomposição das perdas dos fundos constitucionais como o FPE e FPM [Fundo de Participação dos Estados e Fundo de Participação dos Municípios] que é uma das principais fontes de receitas pelo interior do país para as prefeituras”, diz.

Clécio ratificou que o entendimento do poder público local é no sentido de que foram acertadas as medidas adotadas para aumentar o rigor do isolamento social, experiência bem sucedida durante a semana e que vou mostrada para todo o país pelo melhor índice de isolamento social. “Chegamos a 58%, abaixo da meta de 70%, mas muito melhor que aquilo visto antes, na casa dos 40%. Está valendo a pena, a população precisa continuar ajudando, pois estamos no pico da pandemia e não se pode negar com a nossa rede já colapsada”, admite.

Por fim, o prefeito disse que o esforço é no sentido de estabilizar os números da chamada curva epidemiológica, para também se pensar e testar algumas medias de retomada gradual das atividades econômicas na cidade.

Publicidade (x)

SebraeHeader01
você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...