Gove Header

Praticamente fora d’água, navio naufragado ainda não teve vítimas localizadas no interior

Carga começa a ser retirada para começar a drenagem da água e lama no interior da embarcação, para começar as perícias da Polícia e da Marinha.

Cleber Barbosa, da Redação

O navio Anna Karoline III foi colocando na posição original na última sexta-feira (3). Agora, a força-tarefa concentra-se na drenagem dos porões e nas condições de estabilidade para que a estrutura possa flutuar sem o auxílio de guindastes. Uma análise preliminar não localizou nenhuma vítima do naufrágio ocorrido no dia 29 de fevereiro deste ano, na confluência dos rios Amazonas e Jari, no sul do Amapá.

Após todo esse processo, uma varredura completa será realizada nos compartimentos atualmente submersos, em busca de vítimas, que algumas famílias ainda dão como pessoas desaparecidas. Uma perícia também será realizada para a conclusão do inquérito do acidente, tanto no nível judicial – pela Polícia Civil – como também na esfere administrativa – pela Marinha do Brasil através do Tribunal Marítimo.

A operação é coordenada pelo Comitê de Gerenciamento de Crise do Estado, com suporte dos Bombeiros, da Marinha e das polícias Militar e Civil.

Carga

A retirada da carga que ocupava os porões do Anna Karoline III começa a ser feita pela empresa contratada pelo Governo do Amapá

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...