Gove Header

Polícia Civil e Procon realizam operação ‘Petróleo Real’ no Amapá

A ação, que acontece em todo o país, no Amapá é coordenada pela Polícia Civil e Procon, com apoio do Ipem e Corpo de Bombeiros.

Da Redação

A Polícia Civil e o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) deflagraram nesta quinta-feira, 8, a operação Petróleo Real. A ação, que tem o apoio do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), visa fiscalizar possíveis adulterações e irregularidades acerca da estrutura, segurança e preços em postos de combustíveis no estado.

A operação Petróleo Real ocorre em todo o território brasileiro para que sejam analisados os combustíveis na tentativa de encontrar adulterações, além de observar outras possíveis irregularidades relativas à segurança, aos preços e à estrutura dos postos. No Amapá a operação iniciou nesta quinta-feira, 8, e se estende até a sexta-feira, 9, quando as autoridades farão um balanço geral para a imprensa.

A atuação do Procon dentro da operação garante que os direitos do consumidor sejam respeitados, como por exemplo, o acesso à informação dentro dos postos.

Garantias

De acordo com o diretor presente do Procon, Luiz Pingarilho, neste mês de Julho o órgão prossegue com ações que promovam a garantia dos direitos do consumidor. “Por isso a participação nesta operação é extremamente importante, tendo em vista também o grande número de reclamações que chegam pra gente através das redes sociais sobre o tema”, destacou Luiz Pingarilho, o diretor-presidente do Procon.

Pingarilho ressalta que qualquer denúncia ou reclamação acerca de postos de combustíveis e outros fornecedores estão sendo recebidas pelo Procon presencialmente ou através do número 151.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...