- Publicidade -

PMS e comunidade transformam lixeira viciada em jardim, evitando retorno de lixo no local

Ações de limpeza e retirada de lixeira viciada estão sendo realizadas desde o início do ano, mas em alguns pontos há reincidência da prática e a gestão pede a colaboração da população na fiscalização.

Da Redação

A Prefeitura Municipal de Santana, através da Secretaria de Obras Públicas e Serviços Urbanos (Semop), com a ajuda de um morador do bairro Multirão do Paraíso, teve a iniciativa de transformar em jardim um ponto que vinha servindo, há anos, para acúmulo irregular de lixo. O objetivo é evitar que a população volte a descartar o lixo no local. Ações de limpeza e retirada de lixeira viciada estão sendo realizadas desde o início do ano, mas em alguns pontos há reincidência da prática e a gestão pede a colaboração da população na fiscalização.

“A Prefeitura de Santana atua frequentemente na limpeza e conscientização, mas o índice de reincidência de pessoas depositando lixo em via pública, fornando as famosas lixeiras viciadas, é alto aqui. Por isso, a solução encontrada para esse local foi a plantação de um jardim, ideia de um morador do bairro. O senhor João Melo já não aguentava mais ver o local sendo limpo e o povo jogando o lixo novamente, então propôs parceria para construir o jardim. A cidade fica mais bonita quando há participação da comunidade”, explicou Anderson Almeida, Secretário da Semop.

A ideia deu certo que virou projeto da Semop e com a ajuda da comunidade vários jardins comunitários serão plantados na cidade.

O local que foi limpo recentemente, no qual existia outra lixeira viciada, localizado na Avenida Rui Barbosa com a RuaTancredo Neves, será o próximo lugar a receber o jardim comunitário.

Simultaneamente à limpeza das ruas, a equipe da Semop irá buscar sensibilizar a população na tentativa de mudar os hábitos das pessoas quanto à formação desses pontos viciados.

A população tem ajudando a administração pública com as denúncias e, com isso, ações mais rígidas também estão sendo tomadas, como a intervenção envolvendo equipes da Semop, Semduh, Conselho de Meio Ambiente e Batalhão Ambiental, ocorrida no mês de junho, para notificar alguns moradores da Avenida Dom Pedro I com a Rua Euclides Rodrigues, que estavam descartando entulhos em via pública após a limpeza do local.

Mesmo depois dessa intervenção e desse trecho ter sido limpo já duas vezes, uma pessoas foi flagrada esta semana jogando entulho no mesmo lugar, utilizando um carrinho de mão. A fiscalização já possui o vídeo desse cidadão e tomará as devidas providências.

“Nossas equipes estão fiscalizando esses lugares que costumam servir de lixeira viciada. É importante fazer a população perceber o quanto essas formações são prejudiciais a elas mesmas”, disse Erenildo Rodrigues Barbosa, coordenador de Serviços Urbanos da Semop.

“A comunidade que tiver interesse em cuidar e construir novos jardins comunitários é só entrar em contato com a equipe da Semop e claro, continuem denunciando quem estiver iniciando novas lixeiras viciadas ou reativando as antigas”, reafirmou o coordenador.

Parece um trabalho simples, mas a limpeza de lixeiras viciadas envolve, pelo menos, cinco equipes da Semop (varrição, remoção mecanizada, jardinagem, conscientização e fiscalização).

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...