- Publicidade -

Normatização dos caixas escolares é discutida entre órgãos públicos

O titular da promotoria da Educação, Roberto Álvares, ressaltou a necessidade de uma força tarefa para simplificar o processo de responsabilização de forma mais completa.

Da Redação

A normatização da prestação de contas dos caixas escolares foi tema de reunião entre o Tribunal de Contas do Amapá, Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério Público do Amapá (MPE) e Controladoria Geral do Estado (CGE) e Secretaria Estadual de Educação (Seed).

Com o objetivo de dialogar sobre os procedimentos relacionados à prestação de contas educacionais, cada representante dos órgãos envolvidos sugeriu sugeriu ideias de padronização para todas as etapas do processo.
Para Joel Nogueira Rodrigues, controlador geral do Estado, os processos são complexos e envolvem várias instituições, daí a necessidade de dialogar com os órgãos para combater ou prevenir possíveis falhas.

O representante do TCE Amapá e chefe de gabinete da controladoria, Ademar Diniz, destacou que a Corte de Contas julga todos os processos envolvendo caixas escolares no Amapá, e que o Tribunal está à disposição para contribuir, tecnicamente, com o aprimoramento do processo como um todo.

O titular da promotoria da Educação, Roberto Álvares, ressaltou a necessidade de uma força tarefa para simplificar o processo de responsabilização de forma mais completa.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...