- Publicidade -

- Publicidade -

No aniversário de Macapá, Fortaleza de São José ganha anúncio de revitalização

Governo do Amapá e BNDES firmam parcerias para investimentos em resíduos sólidos e restauração da Fortaleza de São José.

Da Redação

O Governo do Amapá vai receber, nos dias 3 e 4 de fevereiro, diretores e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, em Macapá.

O objetivo da agenda é firmar novas parcerias, como protocolo de intenções para execução do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) de Resíduos Sólidos e o Contrato para Revitalização da Fortaleza de São José de Macapá, que está em preparação para receber o Título de Patrimônio Mundial da Humanidade, a ser concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Na quinta-feira, 3, no Palácio do Setentrião, sede central do Poder Executivo do Amapá, os prefeitos dos 16 municípios amapaenses e o governador do estado, Waldez Góes, assinarão com o banco um protocolo de intenções para execução do PPI de Resíduos Sólidos.

O contrato prevê a universalização do tratamento de resíduos sólidos no Amapá, com alternativas para reduzir os impactos provocados por esses materiais ao serem descartados no meio ambiente. A parceria foi construída nos mesmos moldes do projeto feito para solucionar a água e esgoto sanitário, que contemplou os 16 municípios, melhorando a saúde pública, gerando emprego e desenvolvimento social, tanto do campo, quanto da cidade.

Na sexta-feira, 4, data que marca o aniversário de 264 anos da capital, Macapá, GEA, BNDES e a Associação Pró-Cultura e Promoção das Artes (APPA), firmarão Contrato para Revitalização da Fortaleza de São José de Macapá, etapa que compõe a preparação do monumento histórico para a outorga do Título de Patrimônio Mundial da Humanidade.

Este é o maior projeto de financiamento cultural da região Norte feito pelo banco, oficializado ainda em dezembro de 2020 para acesso aos recursos não reembolsáveis do BNDES Fundo Cultural – Apoio à Cultura, que serão disponibilizados ao Estado por meio de articulação feita pela bancada federal, com liderança do senador Davi Alcolumbre e do governador Waldez Góes.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...