Gove Header

MP-AP prestigia posse dos novos conselheiros do CNMP

Marcelo Guimarães representou o MP-AP no evento que contou a presença de várias autoridades, presencial e virtualmente.

Da Redação

O promotor de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP) e membro auxiliar da Corregedoria Nacional do Ministério Público, Marcelo José de Guimarães e Moraes, na tarde desta segunda-feira (13), em Brasília, prestigiou a posse do promotor de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Moacyr Rey Filho, e do advogado Engels Augusto Muniz, no cargo de conselheiros do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), para o biênio 2021/2023.

Marcelo Guimarães representou o MP-AP no evento que contou a presença de várias autoridades, presencial e virtualmente, entre elas, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha; o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres; e a ministra-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda.

O termo de posse foi assinado pelo presidente do CNMP, Augusto Aras, no início da 13ª Sessão Ordinária de 2021, na qual destacou que o Conselho possui composição mista e conta com representantes dos Ministérios Públicos da União e dos estados, do Poder Judiciário, da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e da Ordem dos Advogados do Brasil. Nesse sentido, afirmou que todos os integrantes do CNMP têm, “com nossa diversidade de composição, uma grande responsabilidade: auxiliar a construir o futuro do Ministério Público brasileiro, respaldados na unidade institucional e no respeito às diferenças”.

Augusto Aras concluiu seu discurso com uma frase atribuída ao cientista Albert Einstein: “A paz não pode ser mantida à força; somente pode ser atingida pelo entendimento”. E, encerrou dizendo que “a democracia ainda é o melhor dos regimes para promover o consenso social. Que em nossa jornada, a semente do diálogo e do entendimento frutifique para o engrandecimento do nosso país”.

O conselheiro Moacyr Rey Filho, indicado à vaga do MPDFT no CNMP, falou sobre o seu objetivo no Conselho. “Contribuir com o engrandecimento e o fortalecimento do Ministério Público, atuando de forma serena, ouvindo todos os lados e respeitando as divergências. Além disso, permanecerei sempre atento aos ditames da Constituição Federal e aos princípios que norteiam a atuação de cada membro do MP brasileiro”, pontuou.

“É importante representar o MP do Amapá neste momento de transição na composição do Conselho Nacional e prestigiar a posse do nosso colega promotor Moacyr Rey Filho, desejando sucesso na nova missão institucional”, manifestou Marcelo Guimarães.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...