GOVERNO JUNTO COM A GENTE INFORME 4

MP-AP celebra 26 anos da posse dos servidores do primeiro concurso da instituição

Ivana Cei, ressaltou a importância da data e agradeceu a contribuição dos servidores pioneiros do quadro efetivo para a história e atuação do órgão ministerial.

Da Redação

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) celebra nesta segunda-feira (31), os 26 anos de posse da primeira turma de servidores efetivos do órgão ministerial. Em 31 de janeiro de 1996, foram empossadas na instituição 55 pessoas, entre auxiliares, técnicos e analistas ministeriais, após aprovação no primeiro concurso para ingresso na carreira para o quadro de efetivos.

Ao todo, foram mais de seis mil inscritos no certame, com 106 pessoas aprovadas no pleito e empossadas em cinco etapas. A servidora Nancy Soares, uma das aprovadas no primeiro concurso, falou sobre o trabalho no órgão ministerial.

“Nesses 26 anos de MP-AP, gostaria de manifestar o imenso orgulho de fazer parte dessa instituição, que é verdadeiramente inspiradora. Não é apenas porque dia após dia cumprimos nossos objetivos, mas também, porque fazemos com união e espírito positivo. Estamos todos de parabéns. É com prazer que agradeço a cada um pelo esforço e, sobretudo, pelo companheirismo. Não há maior alegria do que ver a existência de um forte vínculo familiar entre todos nós. Muito obrigada!”, frisou Nancy Soares.

A procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, ressaltou a importância da data e agradeceu a contribuição dos servidores pioneiros do quadro efetivo para a história e atuação do órgão ministerial.

“O quadro de profissionais que temos no MP-AP é brilhante. A maioria dos 55 empossados, há 26 anos, possuem uma linda história de empenho, trabalho, lutas e conquistas em favor do Ministério Público. Contamos com servidores qualificados e comprometidos que ajudaram a consolidar nossa instituição como um órgão de excelência no serviço público amapaense e nacionalmente. Parabenizo a todos pela passagem da data e agradeço pelos relevantes serviços dedicados ao MP-AP”, frisou Ivana Cei.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...