Residencial Barcelona

Coronavírus: Amapá ocupa 5ª posição no ranking de maior incidência em todo o país

Relação do número de casos comparado ao tamanho da população acende o sinal vermelho para a curva epidemiológica do estado.

Cleber Barbosa, da Redação

Subiu para 15.927 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. Foram 2.210 novas confirmações em 24 horas. O número de óbitos também aumentou, agora são 800 são 247 a mais em relação à última atualização. A maior parte está em São Paulo, que concentra 428 mortes e lidera a lista nacional com 6.708 casos confirmados da doença. Com apenas 02 mortes, mas com 107 casos confirmados, o Amapá figura na quinta posição dentre as unidades da federação com maior incidência da doença.

Segundo o indicador nacional, o Brasil tem uma média de 7.5 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, que é o resultado do número total de casos, dividido pela população brasileira e multiplicado por 100 mil. “Quando nós temos um coeficiente de incidência maior que 50% acima da média nacional, nós consideramos esse locais como área de maior atenção, que são o Amazonas, com 19.1, Distrito Federal 16.7, São Paulo 14.5, Ceará 14.1, Amapá 12.4 e Rio de Janeiro 11.2”, disse o secretário nacional de vigilância em saúde, Wanderson de Oliveira.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (08), o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta pediu atenção redobrada para esses estados, que passam a figurar com um alerta vermelho no mapa epidemiológico nacional do Covid-19. “Extremo cuidado nesses locais, extremo cuidado, gestores repactuem suas redes, ampliem seus leitos, administrem seus recursos humanos, otimize o seus epi’s, a população colabore pois o vírus adora contato, ele adora que as pessoas desobedeçam toda e qualquer racionalidade, ele joga exatamente com essa questão ligada a urgência do fato, é disso que ele se nutre pra se multiplicar e são sistemas de saúde alguns frágeis pra enfrentar isso num espaço de tempo muito curto”, disse Mandetta.

Demanda reprimida

Procurado pela reportagem do portal ConexãoBrasília, o secretário estadual de saúde do Amapá, João Bittencourt, disse que há um monitoramento diário da evolução da pandemia, com dois boletins por dia sendo repassados a partir da rede que retroalimenta a coordenação nacional em Brasília, com o apoio dos estados. “Para nós o fato do Amapá ter entrado hoje para o grupo de maior incidência deu-se pelo represamento dos exames que tivemos devido ao problema com o laboratório de referência, em Belém, mas quando o nosso próprio laboratório foi autorizado a realizar diagnóstico de Covid-19 tivemos um salto muito grande no número de casos confirmados, mas pela demanda reprimida. Mesmo assim estamos adotando todas as providências para combater a epidemia, daí a necessidade de toda a população continuar fazendo a sua parte”, disse ele.

Veja trecho da coletiva do ministro Mandetta com a citação ao Amapá

Tabela com distribuição dos casos por UF na região Norte

ID

UF/REGIÃO

CONFIRMADOS

ÓBITOS

N %
NORTE 1.222 (7,7%) 42 (3,4%)
1 AC 54 2
2 AM 804 30
3 AP 107 2
4 PA 167 6
5 RO 18 1
6 RR 49 1
7 TO 23 0

Publicidade (x) 

SebraeHeader01
você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...