- Publicidade -

MP-AP realizam visita técnica na Penitenciária de Segurança Máxima de Macapá

Na única via de acesso ao local, uma câmara de raio-x detalha minuciosamente objetos que visitantes, servidores e apenados possuam.

Da Redação

À convite do titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sejusp), Carlos Corrêa, a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, realizou, nesta sexta-feira (1), visita técnica na Penitenciária de Segurança Máxima, em Macapá. O novo equipamento da Segurança Pública, que integra o planejamento do Estado para a reestruturação do sistema prisional do Estado, está localizado na zona oeste da capital, atrás do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

A procuradora-geral do MP-AP esteve na unidade prisional acompanhada do chefe de Gabinete da PGJ, promotor de Justiça João Furlan, dos coordenadores da Assessoria Especial de Investigações em Tecnologia da Informação (ASSEINTI) e das Promotorias Criminais do Ministério Público, promotores de Justiça Flávio Cavalcante e Jander Vilhena, respectivamente. Também presente o chefe de Gabinete Militar da instituição, coronel Joércio Santos.

Os membros do MP-AP foram conhecer in loco as instalações e funcionamento da instituição, pois a fiscalização e trabalho pela segurança pública é uma das atribuições do órgão ministerial. O espaço conta com forte monitoramento. Na única via de acesso ao local, uma câmara de raio-x detalha minuciosamente objetos que visitantes, servidores e apenados possuam. A cadeia é composta por celas individuais, inclusive para atendimentos de saúde ou audiências com a justiça, que evitarão o deslocamento desnecessário de quem deve cumprir pena em regime diferenciado.

Conforme o titular da Sejusp, a nova penitenciária tem capacidade para 196 apenados do Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), aplicado para presos considerados de alto risco ou integrantes de organizações criminosas. O secretário explicou, ainda, que a nova penitenciária é resultado de investimentos de mais de R$9,5 milhões do programa Estado Forte, Povo Seguro para a completa reestruturação da Segurança Pública e Defesa Social no Amapá.

Na oportunidade, a PGJ do MP-AP elogiou a estrutura e investimento na Penitenciária de Segurança Máxima. Ivana Cei ressaltou que o Ministério Público está à disposição para trabalhar conjuntamente com o Estado no propósito de reforçar a segurança pública do Amapá.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...