- Publicidade -

- Publicidade -

Marcelo Dias chama secretário para explicar na Câmara o retorno das aulas em Macapá

Presidente da CMM sugere ao secretário de educação usar a tribuna virtual na sessão da próxima quinta-feira, dia 22, para apresentar aos vereadores e a sociedade os avanços obtidos com o loockdown.

Da Redação

O presidente da Câmara Municipal de Macapá, vereador Marcelo Dias (Solidariedade), acompanhado pelos vereadores Paulo Nery (Cidadania) e Caetano Bentes (Rede Sustentabilidade), recebeu na manhã desta segunda-feira (19), a visita do secretário de Educação de Macapá, professor Edielson de Souza Silva. O encontro aconteceu no gabinete da presidência da CMM, onde foram tratadas várias pautas da Educação municipal, entre elas, o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino, a partir da próxima segunda-feira, dia 26 de março.

O gestor da Semed deve usar a tribuna virtual da Casa de Leis na sessão da próxima quinta-feira, 22, para apresentar aos vereadores e a sociedade os dados epidemiológicos que mostram os avanços obtidos com o loockdown. Segundo ele, os números de contaminações e internações vêm diminuindo o que permite o retorno das atividades escolares. “Vamos fazer todo um planejamento para esse retorno das aulas presenciais”, garantiu.

Marcelo Dias atentou que a Semed precisa também atender todos os protocolos sanitários para esse retorno das aulas. “A Câmara de Vereadores apoia a retomada das atividades escolares, mas os pais e responsáveis também precisam assinar um documento concordando com esse retorno das aulas presenciais”, observou.

Durante o encontro, os vereadores ainda trataram com o secretário Edielson Silva sobre a prioridade de professores e demais servidores da comunidade escolar na lista de vacinação contra a Covid-19. Além disso, foi discutido, ainda, a estrutura atual das escolas do município.

Fiscais

Em outro compromisso, o presidente Marcelo Dias recebeu também no gabinete presidência da CMM, uma comissão dos fiscais do município. Eles vieram pedir apoio para a inclusão da categoria na lista de prioridade da vacinação contra o Coronavírus.

 

Lilian Souza, Jocynelson Paes e Josileia Costa disseram que os fiscais estão atuando na linha de frente nas fiscalizações das ações determinadas pelos decretos municipais. Portanto, a categoria está exposta ao vírus.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...