Lucas Barreto diz que nova transposição é uma prioridade para bancada do Amapá

Senador amapaense faz balanço das ações desde o combate à pandemia da Covid-19 e diz ter trabalho em todo o estado.

Cleber Barbosa, Da Redação

O senador Lucas Barreto (PSD/AP) concedeu uma entrevista exclusiva ao Diário do Amapá no fim de semana. No bate papo, ele disse que preferiu garantir as entregas à população do que propriamente os holofotes da mídia durante o duro processo de combate ao vírus da Covid-19.

Falando por telefone com a reportagem, ele demonstrou fidelidade ao estilo e a princípios. “As pessoas estavam desoladas no Amapá com tantas vidas perdidas, nós tínhamos apenas que trabalhar por todas elas, garantir o socorro às vítimas da Covid e providenciar a vacina o mais rápido possível”, diz Barreto.

O senador lembrou do quão assertiva se mostrou a decisão da bancada federal em investir numa estrutura provisória do Hospital Universitário (HU), que ainda estava em obras, mas garantir o atendimento à população no pior momento da pandemia. “A bancada inteira trabalhou para abrir o Hospital Universitário, porque o HU é um hospital de média e alta complexidade, então a opção era ele que estava pronto e trabalhamos para garantir os leitos. A gente conseguiu, só num dia, 23 toneladas de medicamentos, equipamentos, camas”, relembrou o senador.

Lucas também lembrou da mobilização por vacinas o mais rápido possível, seja onde for, produzida por quem fosse. “Era pegar ou largar, a ciência correu com as providências e a gente foi batendo de porta em porta até garantir uma a uma as doses que salvaram e ainda estão salvando vidas de amapaenses, isso eu tenho a plena consciência e o orgulho de ter feito pela nossa população”, ponderou.

Alternativas

Barreto também falou sobre como vem concentrando esforços na busca por soluções a curto, médio e longo prazo para garantir a retomada econômica do Amapá e sua gente. “Primeiro abrindo uma discussão sobre o modelo de desenvolvimento que temos, que queremos e que merecemos, pois o Amapá é rico de minérios e pode abrigar uma das maiores reservas de petróleo e gás natural do país, então estamos ao menos garantindo que isso seja buscado, seja prospectados. Nos próximos dias haverá a mobilização dos meios da Petrobras em nosso litoral, garantindo a dignidade do emprego para os amapaenses e o sustento do estado através do que nos cabe como contrapartidas, compensações, royalties”, disse ele.

Servidores

Ele também disse que embora seja favorável que nessa nova etapa o poder público tenha cada vez menos protagonismo na geração dos postos de trabalho para a população – em relação à iniciativa privada – não se pode virar as costas a uma folha de relevantes serviços prestados pelos funcionários públicos ao longo da história do então Território Federal do Amapá e, consequentemente, do Estado do Amapá nesses primeiros 25 anos de emancipação. “Estou trabalhando muito para a aprovação e regulamentação da PEC 07, que estende os benefícios da transposição até o ano de 1998, o que segundo o texto constitucional, representa a tutela da União nos 10 primeiros anos de criação do novo ente federado que o Amapá se tornou. É direito, então ter que ser garantido, de forma transparente, honesta e clara, para que o servidor que achar conveniente e oportuno, faça a opção em ser federal, cabendo àqueles da ativa ou aposentados permanecer no quadro e situação atual, se for bom e de seu agrado”, completou.

Por fim, Barreto demonstrou estar contente com sua estreia no Congresso Nacional, onde apesar de ter permanecido fiel aos pares da bancada federal, especialmente o colega Alcolumbre que galgou um patamar mais alto como presidente do Congresso, demonstrou ter conquistado seu espaço por seus méritos, como comprovado na expressiva para o cargo de vice-presidente do Senado, segundo mais votado da disputa. “Foram 33 votos, de senadores que viraram amigos ou que aprenderam a respeitar minha atuação, um feito que será muito importante agora para a aprovação da transposição, pois além do meu partido formar com o MDB, a maior bancada do Senado, ainda temos um bloco parlamentar com o PRB, para a aprovação desta e outra matérias de interesse do nosso Amapá, pois temos trabalho e entregas a fazer em todo o estado, quero garantir isso à nossa população”, concluiu Lucas Barreto.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...