- Publicidade -

- Publicidade -

Leda Sadala debate previdência dos militares com comandantes da PM e BM do Amapá

Lilian Azevedo, da Redação

A deputada federal Leda Sadala (AVANTE) recebeu em seu gabinete em Brasília os comandantes militares das Forças Auxiliares do Amapá, os coronéis Paulo Matias e Wagner Coelho, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, respectivamente. O ex chefe da Casa Militar do Governo do Estado, tenente-coronel Huelton Medeiros, e a major Fabíola também integravam a comitiva, que foi pedir apoio ao projeto de Lei 1645 de 2019.

A proposição em questão trata da reestruturação da carreira nas Forças Armadas e de Segurança. O PL prevê a valorização de meritocracia, o reconhecimento da experiência do militar e a preservação das peculiaridades da profissão, entre outros. “Solicitaram também a defesa da emenda que será apresentada pela Bancada Militar, incluindo artigo que faz referência às garantias aplicáveis aos militares estaduais e do Distrito Federal, conforme foi aprovado na Reforma da Previdência”, disse a parlamentar do Amapá. 

Governo

O secretário de Previdência no Ministério da Economia, Leonardo Rolim, criticou o fato de cada unidade da federação ter regras próprias para suas categorias militares. Ele informou que a nova Previdência prevê uma regulamentação federal no que tange à inatividade e pensões para essas categorias. Mas enquanto a nova regulamentação não sair, os militares serão regidos pelas mesmas regras das Forças Armadas. Ele também defendeu outros pontos da agenda governamental, como o aumento no tempo de serviço e das alíquotas previdenciárias.

 

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...