Gove Header

Tjap quer opiniões sobre as Metas Nacionais do Poder Judiciário para 2022

A Consulta Pública busca criar uma gestão mais participativa para a construção de uma Justiça cada dia mais rápida e eficiente para atender os anseios da sociedade.

Da Redação

Sabia que você pode participar da construção da Justiça do futuro? Faça como o servidor do Departamento de Sistemas do Tribunal de Justiça do Amapá, Renzo Sá! É só preencher o formulário da Consulta Pública disponível no portal do TJAP.  “É bem rápido e fácil, em poucos minutos você está dando uma grande contribuição para o Poder Judiciário brasileiro. Eu já fiz a minha parte, participe também porque a sua opinião é muito importante”, destacou Renzo Sá. Iniciada em 28 de junho, a pesquisa estará disponível até 18 de julho. Para contribuir com a pesquisa, clique AQUI.

Realizada pela Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, a Consulta Pública busca criar uma gestão mais participativa para a construção de uma Justiça cada dia mais rápida e eficiente para atender os anseios da sociedade. Podem participar da consulta magistrados, servidores, colaboradores, integrantes do Sistema de Justiça, como OAB-AP, Ministério Público, Defensoria Pública, bem como o cidadão (a).

Metas Nacionais

As Metas Nacionais do Poder Judiciário refletem o compromisso dos tribunais brasileiros com a constante melhoria da prestação jurisdicional, com serviços mais céleres e qualificados. Desde a instituição da Portaria CNJ nº 138, de 23 de agosto de 2013, e posteriormente com a publicação da Portaria CNJ nº 59, de 23 de abril de 2019, que tratam da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, a gestão participativa é um aspecto considerado importante no processo de formulação de metas, uma vez que possibilita contemplar as opiniões plurais e a visão dos diversos segmentos e instâncias na modelagem do processo.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...