Gove Header

Justiça aposta na tecnologia para garantir atendimentos com a realização de audiências remotas

Servidores e magistrados conseguiram realizar um total de 118.876 atos processuais, entre: 106.978 atos cumpridos por servidores; 5.142 decisões; 4.740 despachos; 1.302 sentenças; e 714 audiências.

Da Redação

A adaptabilidade às novas circunstâncias e uma profunda sintonia com as mais modernas tecnologias disponíveis têm sido diferenciais na vida de todos que lidam com público e prestação de serviços ao longo da pandemia, seja no setor público ou na iniciativa privada – e na Justiça do Amapá não tem sido diferente. É inegável a capacidade de reinvenção diária de rotinas e à adaptabilidade dos profissionais, sejam servidores ou magistrados, que conseguiram, entre 05 e 11 de abril, realizar um total de 118.876 atos processuais, entre: 106.978 atos cumpridos por servidores; 5.142 decisões; 4.740 despachos; 1.302 sentenças; e 714 audiências.

Os dados, levantados semanalmente pela Secretaria de Gestão Processual e Eletrônica (SGPE) do TJAP, são enviados ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Todos os tribunais brasileiros cumprem este protocolo desde o início da pandemia do novo coronavírus para apurar o desempenho da prestação jurisdicional durante a crise.

De acordo com o desembargador-presidente Rommel Araújo, chefe do Poder Judiciário do Amapá, vale ressaltar a disponibilidade e boa vontade de promotores, defensores públicos, advogados, policiais militares e, principalmente, jurisdicionados também não pode ser esquecida. “Sem a generosidade e abertura de tantos colegas e mesmo das partes dos processos não conseguiríamos realizar tanto”, garante.

“Agradeço a todos estes públicos por serem tão prestativos, compreensivos e gentis no entendimento de que estamos nos esforçando para fazer o melhor possível, com as condições e estruturas que temos, para cumprir nossas diversas missões institucionais garantindo ainda a segurança e saúde de todos os envolvidos, uma vez que vivemos a mais grave crise de saúde mundial dos últimos 100 anos”, concluiu o magistrado.

Produtividade

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...