- Publicidade -

Jaime convoca militância para enfrentamento do que chama de “velha política”

Candidato a governador do Amapá eleva o tom nas redes sociais e mobiliza militantes no início da campanha de rua.

Cleber Barbosa, da Redação

O candidato a governador Jaime Nunes (PSD/AP), usou as redes sociais para dirigir uma mensagem aos militantes e assim alcançar o eleitor amapaense. Ele subiu o tom das críticas e convocou os simpatizantes para o enfrentamento do que chamou de “velha política” em relação aos opositores nessa disputa pela sucessão estadual.

Avaliando o início da campanha de rua, ele disse que representa o início de uma nova etapa da sua caminhada rumo ao Governo do Amapá, tempo de renovar as baterias e redobrar a esperança. “Vai ser uma luta dura. Estamos nós, junto com o povo, contra a velha política. Somos nós contra o atraso, a desorganização, o desrespeito com as pessoas”, disse ele.

O candidato disse ter fé que a sua vitória vai significar uma mudança muito profunda para todos, pois representaria o primeiro passo para a construção de um estado desenvolvido, com oportunidade e mais empregos, com saúde decente, com segurança e educação de qualidade.

Depois, disse que mudança é dignidade. “Mudança é vida melhor para nosso povo. Vamos todos juntos, de mãos dadas, lutar com todas as nossas forças e energias para vencermos essa batalha junto com o povo. Pra isso eu preciso da sua confiança. Peço o seu voto. Tá na hora de mudar. Vamos juntos. À vitória!”, escreveu Jaime Nunes em sua página oficial da campanha.

Vice Governadoria

Em uma outra postagem, Jaime aborda o fato de ter sido eleito vice-governador do Amapá. “Me chamaram para ajudar a administrar o Estado porque sabiam da minha força de trabalho, do meu potencial de administração e de promover a mudança. Na hora de jogar, o que fizeram? Me deixaram no banco de reservas, longe da ação. Era o medo do meu potencial de gestão, medo da minha força de trabalho. Não mais. Agora eu estou com o povo! O povo é o protagonista. Agora é a força do povo que vai ajudar nessa onda que vai invadir o Amapá, a onda da mudança”, completou o candidato ao Setentrião.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...