Guarda Municipal propõe força-tarefa para tirar crianças das ruas durante a pandemia

O comandante em exercício da Guarda Municipal Civil de Macapá vai ao rádio dizer que além dos riscos à saúde, pais podem ser responsabilizados.

Cleber Barbosa, da Redação

O subcomandante da Guarda Municipal de Macapá, inspetor Delcival Camarão, falou à Rádio Diário FM (90,9) sobre uma operação para retirar crianças das ruas da cidade. Ele concedeu entrevista ao programa Café com Notícia, desta quarta-feira (27), quando deu mais detalhes sobre o desafio para retirar de situações de risco à saúde as crianças que pensam em aproveitar as tardes ensolaradas que a capital vem apresentando.

Ele disse que é mais um desafio para a agenda concorrida de trabalho da corporação, mas que o conjunto integra as ações de enfrentamento à pandemia. “Pois a garotada pode até pensar que está de férias, mas não está, na verdade estamos no meio de uma calamidade pública na saúde, e os pais precisam manter suas crianças em casa”, disse o representante da Guarda.

O inspetor lembrou ainda que diariamente os guardas municipais atendem de 20 a 30 ocorrências envolvendo registros de crianças desacompanhadas em via pública e sem o uso obrigatório das máscaras de proteção ao contágio. “Então a Guarda Municipal se faz presente coibindo essas situações e para isso entramos em contato com o Conselho Tutelar e com o Juizado de Menores para que a gente faça uma força tarefa para retirar essas crianças de risco e principalmente possa responsabilizar os pais”, pondera o inspetor.

Ele lembrou ainda que o Disk Denúncia da prefeitura já recebeu mais de 100 ligações de pessoas relatando todo tido de situações em que as posturas vão ao encontro das regras de distanciamento social e proteção de crianças e adolescentes.

O inspetor Camarão comentou que nos últimos dias os fins de tarde até vem registrando dias ensolarados e convidativos para que as crianças possam sair às ruas para brincar ou se divertir, mas que infelizmente não é o momento para isso. “Tivemos inclusive um incidente envolvendo uma motocicleta em que o condutor teve o pescoço cortado por uma linha de papagaio [pipa] com cerol, outro delito que a Guarda Municipal combate especialmente na estação do verão”, completou.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...