Gove Header

Governo dobra cota de combustível de 148 comunidades atendidas pelo Luz para Viver Melhor

Medida passa a valer a partir do mês de dezembro com um novo contrato anual de mais de R$17 milhões de recursos do tesouro estadual.

Da Redação

O governador do Estado, Waldez Góes, anunciou nesta quarta-feira, 10, um aumento de 100% da cota mensal de combustível para geração de energia elétrica em 148 comunidades rurais, que são atendidas pelo programa Luz para Viver Melhor.

De acordo com o planejamento do Governo do Amapá, a medida passa a valer a partir do mês de dezembro com um novo contrato anual de mais de R$17 milhões de recursos do tesouro estadual.

O anuncio foi feito durante reunião com a equipe de governo e representantes legais de localidades rurais ribeirinhas de Mazagão, que possui maior quantitativo de comunidades atendidas pelo Luz para Viver Melhor, sendo 44 no total.

Durante o diálogo, o governador assegurou que a estratégia principal é interligar as comunidades ao Sistema de Energia 24 horas e que terão avanços nesse processo até fim do ano, em especial, para a região do Maracá – território do município de Amapá, localizado no norte do estado.

“O que podemos fazer hoje é contemplar as comunidades com o dobro de combustível. Mas, como estratégia, à medida que formos interligando comunidades, vamos também reorganizando e aumentando as cotas de combustível para as comunidades que ficarem de fora do sistema”, declarou Waldez.

Com esta medida, a comunidade Conceição do Muriacá, localizada em Mazagão, passará receber 720 litros de combustível por mês. Para a representante da comunidade, Videira da Trindade, suporte representa qualidade de vida.

“As nossas comunidades que ficam a margem do município de Mazagão também merecem mais qualidade de vida e, agora, vamos ter com a sensibilidade de aumentar a cota do combustível que abastece a energias das nossas casa”, disse.

O governo prepara, também, a criação de uma nova companhia que levará soluções em internet, energias renováveis, água e esgoto para as comunidades mais isoladas do Amapá. A futura empresa pública faz parte do planejamento estratégico para que todas as localidade sejam contempladas e receba qualidade em telecomunicações, energia e saneamento.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...