Gove Header

Governo do Amapá intensifica ações de vacinação para conter surto de sarampo

As ações, coordenadas pela SVS, imunizaram mais de 7 mil pessoas contra sarampo e Influenza em uma semana, nos municípios de Macapá, Santana e Oiapoque.

Da Redação

O Governo do Amapá, através da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), está intensificando as ações de vacinação no estado contra o sarampo e a influenza, tendo como ponto de partida o dia 10 de julho, que foi o dia “D” de imunização contra essas doenças, que ocorreu em Macapá.

Desde lá foram imunizadas 7.180 pessoas, sendo 2.460 contra o sarampo e 4.720 contra a influenza nos municípios de Macapá, Santana e Oiapoque, onde as equipes de vacinadores do governo do estado estão atuando. Entretanto, mais ações serão desenvolvidas nos demais municípios com apoio das prefeituras.

O Amapá agora conta com um reforço no estoque de vacinas tríplice viral com a doação de 100 mil doses feita pelo Governo do Pará. Essas vacinas vão reforçar as ações e também estão sendo disponibilizadas para todos os municípios.

Vacinadores

A força tarefa de vacinadores é um projeto do Governo do Estado para auxiliar todos os municípios na ampliação da cobertura vacinal. Formada por 180 pessoas entre técnicos de enfermagem, enfermeiros e digitadores, a força tarefa é dividida em várias equipes para auxiliar na vacinação dos amapaenses contra diversas doenças, como covid-19, influenza e também na contenção do surto de sarampo que aflige o estado.

Além da imunização, a equipe também tem auxiliado os municípios a acelerarem o ritmo de registros das pessoas vacinadas no sistema do Ministério da Saúde, atualizando os números referentes à cobertura vacinal, principalmente da covid-19.

Em Macapá, equipes de vacinadores, que são coordenadas pela SVS, vêm executando estratégias de imunização em locais de grande fluxo de pessoas, como Macapá Shopping e a rede Superfácil. Em Santana, as ações ocorreram na área portuária, Companhia Docas, centro comercial, Hospital de Santana, além de pontos de Drive Thru.

Em Oiapoque as equipes têm enfrentado um grande desafio que é levar vacinas de casa em casa nas comunidades mais isoladas do município, nestas ações o estado conta com a parceria das prefeituras locais e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Surto de sarampo

Segundo o último boletim da SVS foram confirmados este ano 394 casos de sarampo e 33 casos estão em investigação. Macapá é o que tem maior registro de casos confirmados com 334, seguido de Santana com 24 casos, Mazagão 10 casos, Oiapoque e Porto Grande 6 casos confirmados cada.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa e também pode ser letal, principalmente para crianças, entretanto, é totalmente prevenível com vacina, que faz parte do calendário de vacinação das crianças.

O Amapá, assim como outros estados do país, diante a pandemia, tem apresentado um índice insatisfatório de cobertura vacinal. No início do mês de julho, 55,67% do Amapá tinha cobertura de pelo menos uma dose da vacina tríplice viral, que previne caxumba, rubéola e sarampo. A meta é vacinar 90% da população.

As pessoas que nunca tomaram ou não se recordam de ter tomado as duas doses da vacina contra o sarampo devem se vacinar. Já as vacinas contra a influenza estão liberadas, de acordo com a decisão do Ministério da Saúde, para qualquer pessoa acima de 6 meses de idade.

“O mais importante agora é vacinar todos o mais rápido possível, por isso essas ações são fundamentais. Com a união de forças entre o estado e municípios e com o apoio de um organismo internacional como a OPAS, contando com a compreensão das pessoas em buscar vacinas, venceremos mais este desafio”, avaliou o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...