Gove Header

Governador apresenta a empresários medidas para reduzir impactos ao comércio

Durante reunião com empresários do comércio, restaurantes e outros segmentos, Waldez Góes explicou o cenário epidemiológico e as medidas de proteção à vida e à economia.

Da Redação

No início da tarde deste domingo, 21, o governador do Amapá, Waldez Góes, reuniu-se com representantes de entidades do ramo comercial, bares e restaurantes, de sindicatos e associações de empreendedores, para dialogar sobre o atual cenário epidemiológico do Amapá e os desafios a serem enfrentados por conta dos impactos ocasionados pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Durante a reunião, Góes apresentou os dados epidemiológicos do Amapá, as medidas de proteção à vida e à economia adotadas pelo Governo do Estado para minimizar os impactos da pandemia, gerando condições para as atividades econômicas se reerguerem nesse período.

Entre as medidas está o alongamento do prazo de adesão ao Programa de Refinanciamento de Débitos com o Fisco Estadual (Refis Verde), que agora oferece nova oportunidade para regularização tributária com adesão até 31 de agosto, para débitos gerados até 31 de dezembro e 2020.

Outra medida está dentro do Programa Amapá Mais Forte. O Governo fez novos aportes para fortalecer a economia e desburocratizar o acesso ao crédito através da Agência de Fomento do Amapá (Afap): R$ 7 milhões para as diversas linhas da AFAP, que continuará funcionando como atividade essencial, por agendamento (98400-2430); R$ 3 milhões para um fundo garantidor, viabilizando a flexibilização de garantias; R$ 4 milhões no FRAP para o setor primário.

“Estamos dialogando sobre o cenário, as medidas que adotamos e os desafios que enfrentamos. Mostramos como o atual cenário epidemiológico torna necessárias as medidas de proteção à vida vigentes no Amapá. Também apresentamos os programas que integram o nosso pacote de apoio, como linhas de crédito, refinanciamento e prazos de obrigações fiscais para fortalecer e estimular a economia local neste momento. Para vencermos essa pandemia precisamos da colaboração de todos”, afirmou o governador.

A reunião contou com a participação da Federação do Comércio do Estado do Amapá (Fecomércio), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sindicato de Moveis e Eletrodomésticos, Atacadistas e Distribuidores, Associação dos Supermercados, Associação Comercial de Macapá, representantes do segmento de bares, restaurantes, confecção, magazines, turismo, hospitalidade, produtos de higiene, cosmético, beleza, entre outros segmentos.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...