Gove Header

Exército reforça buscas por adolescentes desaparecidos em mata de Calçoene

Fração com 22 militares, do Comando de Fronteira Amapá foi deslocada para a missão de busca e salvamento dos adolescentes que desapareceram em uma área de mata.

Elden Carlos, do Diário do Amapá

O comando da 22ª Brigada de Infantaria de Selva [Brigada Foz do Amazonas] confirmou na manhã desta sexta-feira (16) o deslocamento de uma unidade composta por 22 militares que integrarão a missão de busca e salvamento dos adolescentes Renato Siqueira de Jesus, de 13 anos, e Fabrício Oliveira Barbosa, de 14 anos, que desapareceram em uma área de mata do município de Calçoene, distante 374 quilômetros de Macapá, no dia 8 deste mês.

Os militares integram o Comando de Fronteira Amapá e 34º Batalhão de Infantaria de Selva (34º BIS). Eles vão se integrar às equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Grupo Tático Aérea (GTA) e Companhia de Operações Especiais (COE), do Bope, que já atuam na região de difícil acesso.

Na quinta-feira (15) houve um pedido formal, por meio de ofício, feito pelo prefeito de Calçoene, Reinaldo Barros, ao comando da 22ª Brigada. O chefe do Executivo Municipal participou de uma reunião com os militares onde o apoio foi confirmado.

A aprovação do envio da tropa foi requerida ao Comando Militar do Norte (CMN), com sede em Belém (PA), que autorizou a movimentação do efetivo. Houve o planejamento das ações e preparo de pessoal, material e logística. Ainda nesta sexta-feira os militares seguiram para a região.

O caso

As buscas pelos adolescentes Renato Siqueira de Jesus, de 13 anos, e Fabrício Oliveira Barbosa, de 14 anos, entraram no 9º dia nesta sexta-feira (16), com a intensificação das ações realizadas pelo Corpo de Bombeiros, do Grupo Tático Aéreo (GTA) e da Companhia de Operações Especiais (COE), especialista em missões de área de mata.

No último dia 8 os adolescentes deixaram um acampamento, na zona rural do município de Calçoene, e se embrenharam na mata nativa. Familiares contaram que os menores teriam dito que iriam apanhar açaí. Com o passar das horas os parentes saíram em busca dos adolescentes, mas não os localizaram.


A polícia foi acionada e o Corpo de Bombeiros foi deslocado para a região. Na quarta-feira (14) o GTA e homens da COE chegaram ao município para auxiliar nas buscas. Rastros foram encontrados em uma área mapeada. O patrulhamento nesse setor foi reforçado.

O mau tempo tem prejudicado as buscas por terra e pelo ar. A aeronave do GTA precisou retornar à base de operações várias vezes em decorrência das fortes chuvas e restrições de nevoeiro baixo, mas as equipes em solo prosseguem mata à dentro.
Com a chegada do Exército Brasileiro o trabalho será ainda mais intensificado.

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...