Gove Header

Ex piloto do GTA morre em Macapá vítima da Covid; Polícia Civil de luto

Com histórico de relevantes serviços prestados a seu estado, policial civil amapaense era um entusiasta do Grupo Tático Aeromóvel.

Cleber Barbosa, da Redação

O estado do Amapá perdeu mais um de seus agentes de segurança na luta contra o Covid-19. Faleceu nesta segunda-feira em Macapá o policial civil Rubem José dos Santos Júnior, aos 56 anos de idade, com 32 anos de serviço público. Ele era agente de polícia civil, mas também piloto de helicóptero e foi um dos precursores do Grupo Tático Aeromóvel, o GTA, unidade especializada que ele atuou inúmeras vezes para ajudar a salvar vidas e que comandou entre os anos de 2015 a 2017.

Em nota, a Polícia Civil do Estado e a Secretaria de Segurança Pública confirmaram o falecimento de um dos seus destacados integrantes. Rubem Júnior estava lotado atualmente no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública, o Ciosp do Pacoval. “O Ciosp foi seu último local de trabalho, onde era muito querido e respeitado”, diz a nota da polícia, que acrescenta ainda um agradecimento pelos anos dedicados ao serviço público.

Por fim, a manifestação da Polícia Civil registra o compromisso e zelo que dedicou na vida à segurança da sociedade amapaense. “Nesse momento de dor, a instituição policial presta as condolências e solidariza-se com os familiares e amigos pela perda irreparável”, encerra a nota.

Em uma rede social, um colega de polícia de Rubem Júnior, identificado como Sandro Silveira, prestou uma bela homenagem ao amigo. Ele escreveu: “Muita tristeza, perdemos um grande guerreiro para o COVID-19. Comandante Rubem Jr, suba aos céus com suas próprias asas. Amigo, parceiro de muitos combates. Vá em paz meu irmão!”.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...