Residencial Barcelona

Estudantes protagonizam participação na mudança estrutural do ensino médio

Caroline Mesquita, jornalista

Nesta quarta-feira, 14, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) realizou uma escuta ativa com estudantes de escolas regulares de tempo parcial da rede estadual, para tratar sobre o Novo Ensino Médio. O encontro, denominado “O protagonismo juvenil – estudante fala e a escola escuta”, aconteceu no auditório da Escola Estadual Jesus de Nazaré, em Macapá.

O Novo Ensino Médio traz mudanças significativas para as escolas. Entre elas, a possibilidade do estudante escolher parte do conhecimento que vai aprofundar; a ampliação da carga horária mínima de 4 para 5 horas, por dia; formação técnica como parte do ensino médio para quem escolher esse caminho; ter uma Base Nacional Comum Curricular que aponte as aprendizagens obrigatórias que todo aluno brasileiro tem o direito de desenvolver.

Os estudantes líderes de turma de ensino médio das escolas Gabriel de Almeida Café, Antônio Cordeiro Pontes, Maria Ivone Menezes, Azevedo Costa, Deusolina Salles, Esther Virgolino, Maria Neuza, Lima Neto, Risalva Freitas do Amaral, Antônio Messias, Rivanda de Nazaré, Raimunda dos Passos, Maria Cavalcante e Antônio Munhoz responderam a um questionário de 11 perguntas relacionadas ao Novo Ensino Médio.

Os dados do questionário serão tabulados e apresentados em uma rodada de conversa com os mesmos estudantes na próxima segunda-feira, 19, no auditório do Centro de Educação Profissional de Música Walkíria Lima. Segundo a chefe da Unidade de Desenvolvimento do Ensino Médio da Seed, Arnanda Oliveira, a proposta é descobrir os anseios, necessidades e expectativas dos estudantes sobre o Novo Ensino Médio, e como ele será aplicado no Amapá.

“É a primeira vez que a Seed escuta o que o estudante pensa sobre essa mudança na estrutura do sistema atual do ensino médio. Nossa rodada de conversa exercitará também o protagonismo juvenil desses estudantes”, considerou Arnanda.

Para o estudante Guilherme Kauan Araújo, da 2ª série do ensino médio da escola Deusolina Salles, o encontro permitiu conhecer o que é o Novo Ensino Médio e tirar algumas dúvidas.

“Acho importante essa oportunidade de fazer o ensino técnico aliado ao ensino médio, pois, não se perde tempo. Além disso, essa hora extra na escola pode ser utilizada com dinâmicas para potencializar o aprendizado”, comentou.

 

- Publicidade -

- Publicidade -

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...