Embaixador russo confirma a Randolfe liberação de vacina pela Anvisa

Parlamentar amapaense era um dos grandes articuladores para a importação do imunizante Sputinik V para o Brasil, que será produzido pelo Instituto Gamaleya.

Da Redação

Os amapaenses e todos os brasileiros poderão contar com mais uma vacina contra a Covid-19. No fim de semana, a Anvisa liberou a importação da vacina russa Sputinik V ao país. O senador Randolfe Rodrigues, um dos principais articuladores para a chegada do imunizante do Instituto Gamaleya ao Brasil, comemorou a novidade.

Falando ao portal ConexaoBrasilia.com ele relembrou as tratativas até a efetiva liberação da vacina. “Percorremos um longo caminho até aqui. Participamos das negociações com a Anvisa, convidamos e questionamos o seu diretor na CPI, apoiamos o Consórcio de Governadores do Nordeste que adquiriu a vacina. Dentro de poucos dias, teremos aqui no Amapá mais uma vacina para todos”, comemorou o senador.

O senador Randolfe Rodrigues participou dos principais momentos da mobilização pela Sputnik. Também articulou para que o Amapá tivesse todas as condições para adquirir o imunizante russo.

Em janeiro, Randolfe visitou a sede da empresa farmacêutica União Química, que irá produzir a Sputnik no Brasil. No mesmo mês, o senador teve encontro com o embaixador russo à época, Sergey Akopov, para tratar sobre a Sputnik.

Em março, esteve com autoridades amapaenses em nova visita à sede da União Química.

Emendas 

Em março, o senador Randolfe Rodrigues disponibilizou R$ 8,1 milhões em emenda parlamentar individual para que os 16 municípios amapaenses adquiram a Sputinik. Com o dinheiro, a Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap) oficializou à União Química com a intenção de compra.

As prefeituras de Macapá, Santana e Mazagão também formalizaram a intenção de compra junto ao Fundo Soberano Russo.

O senador interveio também em abril deste ano, junto à Federação Russa, em reunião com o novo embaixador, Alexey Labetskiy, reivindicando prioridade ao pedido do Governo do Estado do Amapá e prefeituras amapaenses.

Somente o executivo estadual assinou contrato de compra de 450 mil doses e os municípios formalizaram intenção de compra da vacina russa da seguinte forma: Macapá 119 mil doses, Santana 23.500 doses é Mazagão 4.750 doses.

Relatoria

No Senado Federal, Randolfe foi o relator da Medida Provisória 1.026/21, editada para facilitar a entrada de novos imunizantes no Brasil e que autorizou a agência sanitária russa como uma das entidades credenciadas a autorizar o uso de vacinas no território brasileiro. Na condição de vice-presidente da CPI da Pandemia, Randolfe convidou o diretor-presidente da Anvisa para prestar depoimento e defendeu a autorização para a Sputnik.

Em maio, o parlamentar do Amapá participou ainda de reunião com o Fundo Soberano Russo e Instituto Gamaleya com o objetivo de discutir alternativas para incorporação da Sputnik V ao Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...