Gove Header

Coordenadora esclarece para vereadores a vacinação da Covid em Macapá

A convite de André Lima, subsecretária de Vigilância em Saúde, Nayma Picanço esclarece sobre a vacinação da Covid em Macapá.

Da Redação

Na sessão online da Câmara Municipal de Vereadores (CMM), desta terça-feira, 20, a subsecretária de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Macapá, Nayma Picanço, fez uso da tribuna virtual a convite do vereador André Lima (Rede Sustentabilidade).

Em sua participação, Nayma respondeu aos questionamentos dos vereadores relacionados à situação atual da vacinação contra a Covid-19 em Macapá, como: públicos prioritários, cronograma de vacinação, doses recebidas, distribuição e critérios utilizados pelo município para garantir a imunização da população vacinável. “Sabemos que Macapá avança no cumprimento da programação de imunização contra a Covid-19. Por isso, quero aqui parabenizar o prefeito Furlan e todas as equipes de saúde da Prefeitura pela atuação no enfrentamento a pandemia. Quero agradecer a subsecretária, Nayma Picanço, por ter atendido ao nosso convite e trazer novos esclarecimentos sobre a vacinação em nossa capital”, comentou André Lima.

De acordo com a última atualização, em 19 de abril, do vacinômetro COVID-19, do portal coronavírus da Prefeitura de Macapá, o total de vacinados na capital está em 46 mil 945 (referente à primeira dose) e 13 mil 065 (referente à segunda dose). “Poderíamos estar com um alcance ainda maior na imunização, se não fosse o entrave do Governo Federal desde o ano passado. Se não fosse isso, teríamos mais pessoas imunizadas e menos vidas perdidas para essa doença. O senador Randolfe Rodrigues tem sido incansável na luta pela busca de recursos para a compra de vacinas contra o novo coronavírus. É importante que todos nós possamos somar esforços para combater a Covid”, finalizou o vereador.

Em seu pronunciamento na tribuna virtual, a subsecretária Nayma Picanço também sinalizou favorável a imunização dos agentes da CTMac, após aprovação do requerimento de André Lima que pede a inclusão da categoria no plano de vacinação da Covid. A possibilidade é de que eles sejam incluídos na cota de vacinas destinada à Polícia Militar.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...