Gove Header

Com mais R$ 2,9 mi do PAA, Governo do Amapá ultrapassa R$ 30 mi de investimento no setor rural

Entre outubro de 2020 até junho de 2021, o PAA beneficiou mais de 66 mil pessoas em todo o Amapá.

Da Redação

De outubro de 2020 a junho de 2021, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) já investiu mais de R$ 2,9 milhões no incentivo à agricultura familiar dos 16 municípios, além dos distritos do Bailique e São Joaquim do Pacuí, em Macapá.

Coordenada pelo Instituto de Extensão, Assistência e Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap), a ação permite que o Governo compre os alimentos dos agricultores – valorizando os produtos – e os entregue a quem precisa.

Nestes oitos meses, o Estado já realizou 157 feiras do PAA e adquiriu mais de 679 mil toneladas em alimentos, acolhendo 805 agricultores e atendendo 289 entidades sociais. Ao todo, 66 mil pessoas foram beneficiadas em todo o Amapá.

O diretor-presidente do órgão, Hugo Paranhos, destaca a importância do programa e garante a continuação neste segundo semestre de 2021.

“O PPA é uma grande conquista dos nossos agricultores, foi através dele que o Rurap se tornou atividade essencial no período da pandemia, por isso garantimos que o programa vai continuar no segundo semestre”, disse.

Vitória do Jari

O município de Vitória do Jari foi a primeira cidade do interior a acessar 100% dos recursos disponíveis no 1° edital para a região, onde foram investidos cerca de R$ 149 mil, beneficiando 35 agricultores, 10 entidades sociais e mais de 2 mil pessoas.

Recurso especial

O recurso que está sendo executado pelo PAA é de R$ 3,9 milhões e faz parte de uma ação para amenizar os impactos da pandemia de covid-19 no setor da agricultura familiar. Com articulação em Brasília da deputada federal Aline Gurgel, junto ao Ministério da Cidadania (MC), foram liberados cerca R$ 5,2 milhões para investimento direto no estado.

Investimentos

Com mais este investimento do PAA, o Governo do Amapá ultrapassou os R$ 30 milhões aplicados no setor rural do Amapá.

As ações vão desde aquisição de alimentos do excedente de produção, recuperação e novas entregas de sedes regionais de assistência rural, aquisição de doação de equipamentos e maquinários para produtores e entidades do segmento produtivo, manutenção para escoamento da produção, fomento realização de cursos, treinamentos, e projetos como o Peixe Popular.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...