Gove Header

Círio 2021: Santa Missa em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré é celebrada no MP-AP

Foi celebrada a Santa Missa em honra à Nossa Senhora de Nazaré pelo bispo de Macapá, Dom Pedro Conti, no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco.

Da Redação

Na manhã desta sexta-feira (17), o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), realizou programação alusiva ao Círio 2021, que este ano tem como tema: “Maria e José, Família de Nazaré, Exemplo de Oração, Trabalho e Fé”. Foi celebrada a Santa Missa em honra à Nossa Senhora de Nazaré pelo bispo de Macapá, Dom Pedro Conti, no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco. As intenções do ato religioso foram pelas vítimas da Covid-19, dentre as quais, os promotores de Justiça Eraldo Zampa e Mauro Guilherme Couto, e pelos servidores Ronaldo Silva e Hildemar Mauro.

O chefe de gabinete da PGJ, João Furlan, acompanhado da subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Clara Banha, e da promotora de Justiça Samile Alcolumbre, conduziu a imagem da Santa que foi entregue à procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, para transporta-la até o altar preparado para o rito da igreja católica.

No final da celebração, a PGJ falou sobre as pressões diárias pela sobrevivência que acabam desvirtuando do caminho do bem, causando tristeza e sofrimento, mas que “a oração é e sempre será útil no processo de cura”.

“A pressa para atender às exigências implacáveis do relógio acaba com a paz interior. As pressões para competirmos e sobrevivermos são enormes, o egoísmo, individualismo e nosso apetite por bens materiais é imenso, acabando destruindo o indivíduo a família, a sociedade, causando grande tristeza e sofrimento”, ressaltou.

E, continuou desejando: “Sigamos na fé, no perdão e na prática de olhar para o outro. Que Nossa Senhora de Nazaré interceda pela cura do mundo, então a fé e esperança renascerão e substituirão o sofrimento, a decepção, a mágoa, a angústia, o desespero, e o Senhor nos dará força para que possamos despertar a gratidão pelo Salvador e pela vida e bênçãos que Ele nos deu e nos dá diariamente, desenvolvendo qualidades como paciência e humildade para enfrentarmos nossas tempestades pessoais e assim auxiliar na cura de cada um e de todos!”, finalizou Ivana Cei.

A programação ainda contou com a participação do presidente da Associação do Ministério Público do Amapá (AMPAP), José Barreto, da procuradora de Justiça Estela Sá, do promotor de Justiça Felipe Menezes, além de servidores, estagiários e colaboradores da instituição. A celebração da missa teve o apoio dos membros do Serviço de Liturgia da Igreja São Benedito entonado os cânticos.

O evento foi transmitido pelo no Canal do MP-AP no YouTube, onde ficará disponível.

Acesse aqui o Álbum de Fotos

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...