Residencial Barcelona

Equipamentos hospitalares do Amapá são levados para manutenção no SENAI de MG

Por meio da força-tarefa, 13 respiradores foram levados para o Centro de Inovação e Tecnologia SENAI-MG, em Belo Horizonte, para receberem manutenção gratuita.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Amapá, em ação conjunta com o Ministério da Defesa e o Ministério da Saúde, viabilizou o transporte de equipamentos hospitalares para auxiliar no combate ao novo coronavírus (Covid-19). Por meio da força-tarefa, 13 respiradores foram levados nesta segunda-feira, 6, para o Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG, localizado em Belo Horizonte (MG), para receberem manutenção gratuita.

O objetivo da ação é ajudar no tratamento de pacientes com a Covid-19, pois estes equipamentos são essenciais no tratamento de doentes que apresentam sintomas graves da doença, tendo em vista que a Síndrome Respiratória Aguda Grave é um dos efeitos mais sérios. A estimativa é que cada ventilador recuperado poderá atender até dez pessoas.

A Iniciativa + Manutenção de Respiradores também conta com o apoio do Ministério da Economia, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Associação Brasileira de Engenharia Clínica (ABEClin). A parceria logística está disponível para outros estados que não dispuserem de unidades SENAI ou empresas atuando na iniciativa de manutenção de ventiladores pulmonares. Para acioná-la, o contato deve ser feito via SENAI regional.

“Agir para deixar esses equipamentos hospitalares em condição de uso é fundamental neste momento, tendo em vista que são extremamente necessários para o tratamento de pessoas acometidas pela covid-19. O SENAI Amapá está à disposição para articular meios de garantir que recebam a manutenção e tão logo possam estar em funcionamento”, afirmou a diretora de Operações do SENAI Amapá, Alyne Vieira.

Ações do SENAI Amapá

‘Face shield’

Vale lembrar que a instituição também está trabalhando na produção de máscaras de proteção em impressoras 3D, conhecidas como face shield. Com a meta de fabricar, inicialmente, 100 protetores faciais, o SENAI Amapá vai doar o material para os trabalhadores que atendem os pacientes infectados.

Com a máscara reutilizável, o usuário pode se proteger de doenças transmitidas por substâncias corporais, como respingo de sangue, secreção corporal ou saliva, tendo em vista que a máscara-escudo cobre toda a frente e a lateral do rosto.

Edital para voluntários

Outra medida tomada pelo SENAI Amapá diz respeito ao edital que visa selecionar voluntários para trabalharem na confecção de máscaras de proteção. O objetivo é atrair candidatos da comunidade, ex-alunos e profissionais da área de Confecção e Costura. A produção será destinada para atendimento à população amapaense, médicos, enfermeiros e todos aqueles que precisam de apoio no combate à Covid-19.

Para conferir as informações, basta consultar o documento disponível no site www.ap.senai.br. Lá, consta o link para inscrição, que só será formalizada a partir da assinatura de um Termo de Adesão. O processo de seleção acontecerá durante todo o período de quarentena estipulado pelo Governo Estadual e Federal.

Publicidade (x)

SebraeHeader01
você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...