Prefeitura Header

Centro de Cultura Negra do Amapá abandonado em plena área urbana de Macapá

As últimas gestões da União dos Negros do Amapá ou não chegaram ao fim ou afundaram a entidade em dívidas ou inquéritos policiais.

Cleber Barbosa, da Redação

Muito mato, lixo, entulho e descaso. Esses são os contornos de uma longa história de abandono e completa falta de compromisso não com um logradouro público, mas com uma causa, uma trajetória de luta e resistência construída por gerações de afro amapaenses que marcaram o povoamento de Macapá. O Centro de Cultura Negra do Amapá, que pertence à UNA (União dos Negros do Amapá) foi mostrado nesta quinta-feira (25) de uma forma contundente e revoltante durante “live” do programa LuizMeloEntrevista, na rádio Diário FM (90,9).

O prédio da UNA – ou do que um dia foi – está sendo, aos poucos, ocupado por moradores de rua e usuários de substâncias químicas, além de se transformar num local propício a concentração de delinquentes para a prática de assaltos e furtos.

A reportagem do programa tentou ouvir algumas pessoas no local, mas temendo exposição ou represálias, não quiseram gravar entrevistas.

Polêmicas

As últimas gestões da UNA não conseguiram reerguer a entidade, ao contrário, sendo algumas inclusive alvo de investidas dos órgãos de controle e até a polícia. Em junho de 2019, por exemplo, o então dirigente da União dos Negros do Amapá foi indiciado em inquérito da Polícia Civil do Amapá numa investigação de falsidade ideológica para carrear recursos federais para a entidade.

Histórico

Inaugurado em 5 de setembro de 1998, no bairro do Laguinho, teve como conceito representar a revitalização e a valorização da cultura negra no Amapá. Com seis blocos edificados numa aérea de 7,2 mil m², compreende um Anfiteatro, Museu do Negro, Auditório, Espaço Afro-Religioso, Sala de Múltiplo Uso e Administração. Trata-se de um espaço democrático, que é utilizado, principalmente, para divulgar e preservar a cultura afro-brasileira.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...