Aumento de casos de sarampo leva autoridades a priorizarem vacinação

Doença que já tinha sido erradicada no Brasil está de volta aos registros de casos preocupando autoridades sanitárias.

Cleber Barbosa, da Redação

A coordenadora de imunização da Prefeitura de Macapá, Jorcete Cantuária, alertou nesta quarta-feira (09), sobre o aumento do registro de casos de sarampo no município, o que levou as autoridades em saúde a intensificar a vacinação, especialmente na faixa etária dos 20 aos 49 anos até o dia 31 de outubro. Dois bairros chamam a atenção e preocupam mais.
Ele concedeu entrevista ao programa LuizMeloEntrevista, na rádio Diário FM (90,9).
Segundo a representante da Secretaria Municipal de Saúde, esses bairros são o Perpétuo Socorro e Igarapé da Fortaleza, na divisa de Macapá com Santana. “Eles têm uma particularidade, pois esses bairros recebem um fluxo muito grande de ribeirinhos e outras pessoas vindas de fora do estado e do município [por meio fluvial] por esses bairros”, disse ela.
Jorcete falou ainda que a prefeitura está intensificando a imunização dos moradores destes bairros a partir desta quarta-feira, iniciando pelo Perpétuo Socorro, para isso fazendo uso das três unidades básicas de saúde daquela localidade, as UBS Cidade Nova, UBS Perpétuo Socorro e outra unidade transferida para o Partido Verde.
O público infantil terá prioridades para ser vacinado, paralelamente ao atendimento normal dos adultos em três pontos de vacinação no bairro: o Supermercado Fortaleza, a Importadora Macapá e a Center Kennedy, considerados amplos e com bom fluxo para as pessoas.
Esses bairros foram os últimos a apresentar casos positivos de sarampo no município, dando um salto de 6 casos confirmados em Macapá para 16 casos, um aumento que chama a atenção e preocupa as autoridades, levando a um trabalho forte para eliminar o foco e a transmissão em todo o estado e em todo o país. “O sarampo é uma doença altamente contagioso, transmitido por gotículas respiratórias, tipo tosse, espirro ou saliva, compartilhamento de copos, aperto de mão, abraço, maçaneta de portas e também na gravidez a aleitamento materno”, completou.
Ela disse ser importante que os pais ou responsáveis possam atualizar os cartões de vacinação das crianças, pois a imunização contra o sarampo já possui meios consolidados como a vacina tetraviral.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...