Gove Header

Atendimento pelo Balcão Virtual é realidade em 100% das unidades da Justiça do Amapá

Cada unidade judiciária mantém uma única sala de atendimento virtual com endereço eletrônico permanente que pode ser verificado em sistema de busca.

Da Redação

As 94 unidades que compõem a Justiça do Amapá, entre o 1º e 2º Graus, já contam com atendimento via Balcão Virtual plenamente operante. Porta de entrada prioritária do gabinete de cada juízo, o Balcão Virtual funciona em sala de atendimento eletrônico na plataforma Google Meet, que permanece aberta durante todo o horário de atendimento forense, das 7h30 às 14h30. A ferramenta garante acesso humanizado à população sem perder a modalidade mais segura frente à pandemia que é a do atendimento remoto (a distância) e foi regulamentada pelo TJAP por meio do Ato Conjunto Nº 594/2021-GP/CGJ, em consonância com os termos da Resolução do CNJ nº 372/2021. (SAIBA COMO ACESSAR O BALCÃO VIRTUAL)

No Balcão Virtual, cada unidade judiciária mantém uma única sala de atendimento virtual com endereço eletrônico permanente que pode ser verificado em sistema de busca – acesse o botão no topo da página inicial do Portal do TJAP ou clique aqui [https://www.tjap.jus.br/portal/atendimento/balcao-virtual.html]. Para garantir o atendimento, a secretaria de cada unidade judiciária designa pelo menos um servidor para o atendimento (seja em regime remoto ou presencial) no Balcão Virtual.

Segundo o presidente do TJAP, desembargador Rommel Araújo, a medida tem como objetivo desburocratizar e agilizar o atendimento remoto ao cidadão, que antes, restrito a canais como telefone e WhatsApp, tinha limitações quanto à identificação do interlocutor e envio de documentos (no caso do primeiro) ou interpretação de mensagens textuais e domínio da tecnologia (no caso do segundo).

De acordo com o desembargador-presidente, “embora ambos os canais ainda sejam mantidos, até por sua inegável utilidade, o Balcão Virtual vem somar por sua simplicidade, versatilidade e humanização, uma vez que o cidadão e o servidor que o atende podem ver-se mutuamente, reconhecer-se, compreender melhor a entonação e a expressão facial um do outro e, por meio da empatia, compreender as necessidades, possibilidades e limitações do interlocutor no papel que ali desempenha – possibilidades dificultadas no distanciamento da pandemia”.

“A manutenção de ferramentas como o Balcão Virtual é importante mesmo com nossa retomada gradual do atendimento presencial”, defende o magistrado, que também agradeceu o empenho de cada magistrado e servidor envolvido.

Publicidade (x)

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...