Residencial Barcelona

Ao fechar 400 dias, Bolsonaro diz ter como realmente mudar o destino do Brasil

Durante cerimônia do Palácio do Planalto, foram assinados seis atos normativos que beneficiam as áreas de tecnologia, segurança, energia elétrica e desburocratização

O presidente Jair Bolsonaro e ministros de Estado apresentaram, no Palácio do Planalto, o balanço de 400 dias de governoEm seu discurso, o presidente agradeceu o empenho dos ministros e ressaltou entregas importantes de seu governo. “O nosso entendimento, a nossa união, a nossa vontade de acertar, a nossa percepção das necessidades do povo, juntando isso, nós temos como realmente mudar o destino do Brasil. Se mudamos um pouco agora, reconheço, teve alguma mudança, podemos mudar muito mais”, disse Bolsonaro.

 Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, os 400 dias foram marcados por ações importantes na pasta, como os leilões de energia. “Realizamos leilões que proporcionaram arrecadação na ordem de R$ 84 bilhões, muito superior aos R$ 53 bilhões arrecadados nos últimos 20 anos”, afirmou.

Já o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou a busca por eficiência e informatização do SUS, com o Conecta SUS. “Esse programa visa conectar 100% das unidades com informações básicas dos brasileiros. É o início do prontuário eletrônico de todos os brasileiros”, disse. “A porta de entrada do sistema de saúde é a atenção primária. Nesses 400 dias, nós vamos dando passos. Criamos a Secretaria Nacional da Atenção Primária e lançamos o Saúde na Hora”, acrescentou.

Para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a diminuição dos índices de criminalidade em todo o País é reflexo de políticas públicas assertivas do Governo Federal nos últimos 400 dias. “O governo enfrenta o crime organizado na forma da lei e com firmeza. Intensificamos a política de transferência e isolamento de lideranças criminosas em presídios federais: 342 criminosos líderes incluídos em presídios federais durante 2019. Em 2018, foram só 206”, disse.

Durante a cerimônia, o presidente ainda assinou seis atos normativos em diversas temáticas, com destaque para as áreas de tecnologia, segurança, energia elétrica e desburocratização.

você pode gostar também

- Publicidade -

Comentários
Carregando...